Oscar 2017

No dia 24 de Janeiro de 2017 foram anunciados os indicados ao Oscar 2017. Apesar da regra permitir até 10 filmes na categoria melhor filme, apenas 9 foram indicados.

O campeão de indicações esse ano foi o filme La La Land: Cantando Estações com 14 indicações – ganhou 6, sendo que foram duas músicas indicadas a melhor canção, mas o grande vencedor do prêmio de melhor filme foi Moonlight: Sob a Luz do Luar.

Fique atento, pois essa postagem será regularmente atualizada a medida que os indicados, que ainda não foram lançados, estrearem por aqui e forem comentados pelo nosso ilustre chiqueiro. Aqueles que já conferimos já contam com seus links apropriados para suas devidas críticas. Aproveite para ler (ou reler) e deixar seus comentários por lá.

A cerimônia de entrega aconteceu no dia 26 de Fevereiro e teve apresentação de Jimmy Kimmel.

Confira a lista de filmes indicados e premiados no Oscar 2017 já comentados aqui na POCILGA:


A Chegada (Arrival) – 8 indicações – 1 prêmio

  • Filme: Shawn Levy, Dan Levine, Aaron Ryder e David Linde (produtores)
  • Fotografia: Bradford Young
  • Diretor: Denis Villeneuve
  • Montagem: Joe Walker
  • Design de produção: Patrice Vermette (design de produção); Paul Hotte (decoração de set)
  • Edição de som: Sylvain Bellemare
  • Mixagem de som: Bernard Gariépy Strobl e Claude La Haye
  • Roteiro: Eric Heisserer

http://pocilga.com.br/2016/11/critica-chegada-arrival

A Qualquer Custo (Hell or High Water) – 4 indicações

  • Filme: Carla Hacken e Julie Yorn (produtores)
  • Ator coadjuvante: Jeff Bridges
  • Montagem: Jake Roberts
  • Roteiro original: Taylor Sheridan

Crítica | A Qualquer Custo (Hell or High Water)

Animais Fantásticos e Onde Habitam (Fantastic Beasts and Where to Find Them) – 2 indicações – 1 prêmio

  • Figurino: Colleen Atwood
  • Design de produção: Stuart Craig (design de produção); Anna Pinnock (decoração de set)

Crítica | Animais Fantásticos e Onde Habitam (Fantastic Beasts and Where to Find Them, 2016)

Animais Noturnos (Nocturnal Animals) – 1 indicação

  • Ator coadjuvante: Michael Shannon

Crítica | Animais Noturnos (Nocturnal Animals)

Até o Último Homem (Hacksaw Ridge) – 6 indicações – 2 prêmios

  • Filme: Bill Mechanic e David Permut (produtores)
  • Ator: Andrew Garfield
  • Diretor: Mel Gibson
  • Montagem: John Gilbert
  • Edição de som: Robert Mackenzie e Andy Wright
  • Mixagem de som: Kevin O’Connell, Andy Wright, Robert Mackenzie e Peter Grace

Crítica | Até o Último Homem

 Ave, César! (Hail, Caesar!) – 1 indicação

  • Design de produção: Jess Gonchor (design de produção); Nancy Haigh (decoração de set)

Crítica | Ave, César! (Hail, Cesar!, 2016)

Capitão Fantástico (Captain Fantastic) – 1 indicação

  • Ator: Viggo Mortensen

Crítica | Capitão Fantástico

Doutor Estranho (Doctor Strange) – 1 indicação

  • Efeitos visuais: Stephane Ceretti, Richard Bluff, Vincent Cirelli e Paul Corbould

Crítica | Doutor Estranho (Doctor Strange)

Estrelas Além do Tempo (Hidden Figures) – 3 indicações

  • Filme: Donna Gigliotti, Peter Chernin, Jenno Topping, Pharrell Williams e Theodore Melfi (produtores)
  • Atriz coadjuvante: Octavia Spencer
  • Roteiro adaptado: Allison Schroeder e Theodore Melfi

Crítica | Estrelas Além do Tempo (Hidden Figures)

Esquadrão Suicida (Suicide Squad) – 1 indicação – 1 prêmio

  • Maquiagem e cabelo: Alessandro Bertolazzi, Giorgio Gregorini e Christopher Nelson

Crítica | Esquadrão Suicida (Suicide Squad, 2016)

Jackie – 3 indicações

  • Atriz: Natalie Portman
  • Figurino: Madeline Fontaine
  • Trilha sonora: Mica Levi

Mini Review | Jackie (2016)

La La Land: Cantando Estações (La La Land) – 14 indicações – 6 prêmios

  • Filme: Fred Berger, Jordan Horowitz e Marc Platt (produtores)
  • Ator: Ryan Gosling
  • Atriz: Emma Stone
  • Fotografia: Linus Sandgren
  • Figurino: Mary Zophres
  • Diretor: Damien Chazelle
  • Montagem: Tom Cross
  • Trilha sonora: Justin Hurwitz
  • Canção original: “Audition (The Fools Who Dream)” – música de Justin Hurwitz; letra de Benj Pasek e Justin Paul
  • Canção original: “City Of Stars” – música de Justin Hurwitz; letra de Benj Pasek e Justin Paul
  • Design de Produção: David Wasco (design de produção); Sandy Reynolds-Wasco (decoração de set)
  • Edição de som: Ai-Ling Lee e Mildred Iatrou Morgan
  • Mixagem de som: Andy Nelson, Ai-Ling Lee e Steve A. Morrow
  • Roteiro Original: Damien Chazelle

Crítica | La La Land

Lion: Uma Jornada Para Casa (Lion) – 6 indicações

  • Filme: Emile Sherman, Iain Canning e Angie Fielder (produtores)
  • Ator coadjuvante: Dev Patel
  • Atriz coadjuvante: Nicole Kidman
  • Fotografia: Greig Fraser
  • Trilha sonora: Dustin O’Halloran e Hauschka
  • Roteiro adaptado: Luke Davies

Crítica | Lion: Uma Jornada Para Casa

Manchester à Beira-Mar (Manchester by the Sea) – 6 indicações – 2 prêmios

  • Filme: Matt Damon, Kimberly Steward, Chris Moore, Lauren Beck e Kevin J. Walsh (produtores)
  • Ator: Casey Affleck
  • Ator coadjuvante: Lucas Hedges
  • Atriz coadjuvante: Michelle Williams
  • Diretor: Kenneth Lonergan
  • Roteiro Original: Kenneth Lonergan

Crítica | Manchester à Beira-Mar (Manchester by the Sea)

Mogli: O Menino Lobo (The Jungle Book) – 1 indicação – 1 prêmio

  • Efeitos visuais: Robert Legato, Adam Valdez, Andrew R. Jones e Dan Lemmon

Crítica | Mogli: O Menino Lobo

Moonlight: Sob a Luz do Luar (Moonlight) – 8 indicações – 3 prêmios

  • Filme: Adele Romanski, Dede Gardner e Jeremy Kleiner (produtores)
  • Ator coadjuvante: Mahershala Ali
  • Atriz coadjuvante: Naomie Harris
  • Fotografia: James Laxton
  • Diretor: Barry Jenkins
  • Montagem: Nat Sanders e Joi McMillon
  • Trilha sonora: Nicholas Britell
  • Roteiro adaptado: Barry Jenkins (roteiro); Tarell Alvin McCraney (história)

Crítica | Moonlight: Sob a Luz do Luar

O Apartamento (The Salesman) – 1 indicação – 1 prêmio

  • Filme estrangeiro: Asghar Farhadi

Mini review | O Apartamento (2016)

Rogue One: Uma História Star Wars (Rogue One: A Star Wars Story) – 2 indicações

  • Mixagem de som: David Parker, Christopher Scarabosio e Stuart Wilson
  • Efeitos visuais: John Knoll, Mohen Leo, Hal Hickel e Neil Corbould

Crítica | Rogue One: Uma História Star Wars (Rogue One, 2016)

Silêncio (Silence) – 1 indicação

  • Fotografia: Rodrigo Prieto

Crítica | Silêncio

Sully: O Herói do Rio Hudson (Sully) – 1 indicação

  • Edição de som: Alan Robert Murray e Bub Asman

Crítica | Sully: O Herói do Rio Hudson

Star Trek: Sem Fronteiras (Star Trek Beyond) – 1 indicação

  • Maquiagem e cabelo: Joel Harlow e Richard Alonzo

Crítica | Star Trek: Sem Fronteiras (Star Trek Beyond, 2016)

Toni Erdmann – 1 indicação

  • Filme estrangeiro: diretor Maren Ade (Alemanha)

Crítica | Toni Erdmann

Um Limite Entre Nós (Fences) – 4 indicações – 1 prêmio

  • Filme: Scott Rudin, Denzel Washington e Todd Black (produtores)
  • Ator: Denzel Washington
  • Atriz coadjuvante: Viola Davis
  • Roteiro adaptado: August Wilson

Crítica | Um Limite Entre Nós

Zootopia: Essa Cidade é o Bicho (Zootopia) – 1 indicação – 1 prêmio

  • Animação: Byron Howard, Rich Moore e Clark Spencer (diretores)

Crítica | Zootopia: Essa Cidade é o Bicho (2016)


Confiram a lista completa com todos os indicados: http://oscar.go.com/nominees

Analista de sistemas nascido em Salvador (BA) em 1980, mas atualmente morando em Brasília (DF). Cinema é sem dúvidas o meu hobby favorito. Assisto a filmes desde pequeno influenciado principalmente por meus pais e meu avô materno. Em seguida vem a música, principalmente rock e pop.

3 thoughts on “Oscar 2017

  1. Na minha opinião, foi surpreendente “La La Land” ter alcançado o recorde histórico de indicações – empatando com “A Malvada” e “Titanic”. Isso mostra que o filme é o grande favorito ao Oscar 2017 e deve levar o maior número de estatuetas.

    No lado negativo, a ausência de Amy Adams, pela linda atuação em “A Chegada”. Ela é a alma e o coração daquele filme e merecia a indicação – e também brigar pelo Oscar de Melhor Atriz.

    Do lado das grandes surpresas, anoto a indicação de Michael Shannon que, mais uma vez, surge do nada para abocanhar uma indicação na categoria de Melhor Ator Coadjuvante – como ele fez no passado por “99 Homes”. Dá para ver que a Academia gosta muito dele!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *