Review | Homeland 5×09: The Litvinov Ruse


Carrie e Saul enfim unem-se e contam com a improvável ajuda do serviço secreto alemão para dar o troco aos russos.

A conclusão mais provável a qual alguém pode chegar ao assistir os três últimos episódios da quinta temporada de Homeland é que os roteiristas e produtores perderam completamente a mão. Ou isso, ou boa parte dos arcos narrativos que começaram a ser insinuados ou diretamente explorados nessa segunda metade de temporada estão apenas sendo propostos para servir de base para uma eventual sexta temporada. Qualquer que seja a opção, nenhuma das duas parece agradável.

Após o decepcionante episódio que se propôs a revelar mais sobre Allison Carr, segue-se um episódio no qual Carrie e Saul enfim se unem para tentar trazer a agente dupla recém-descoberta à justiça. E para dar cabo ao plano em questão conseguem arregimentar a improvável ajuda do BND, o serviço federal de inteligência alemã.

Homeland-5x09-001

Aliás, cabe aqui um pequeno parêntese acerca da descoberta de Carrie, sobre Allison. Os roteiristas tiveram diversas oportunidades mais convincentes, e muito mais tempo, para desenvolver uma forma mais inteligente de Carrie descobrir sobre sua colega agente dupla. A forma com que Carrie chega a sua conclusão, no contexto da história, é tão forçada que até mesmo Saul apenas acredita nela pois se vê sem opção. Nem mesmo a personagem consegue dar bons argumentos para suas suspeitas que não uma aparente intuição.

Não é intuição, enfim. As informações, contudo, poderiam ser juntadas de outra forma, sem grandes dificuldades, explorando o conteúdo dos arquivos e a capacidade analítica de Carrie. Afinal, não foi justamente por isso que os Russos e Allison se deram ao trabalho de preparar tramas tão complexas para se livrar de Carrie? Como já reclamei antes, as opções dos roteiristas nessa segunda metade da temporada não são apenas ruins, como prejudicam todo o desenvolvimento da primeira parte da temporada.

Homeland-5x09-005

Superados – ainda que precariamente – os problemas envolvendo as suspeitas em torno de Allison, o plano se inicia, como disse, com a ajuda do BND. Ajuda que é bastante improvável considerando que Carrie não tem qualquer autoridade, Saul é fugitivo e os estadunidenses haviam há pouco deixado os alemães em péssimos lençóis com a situação envolvendo o vazamento de dados. Mas enfim, para o bem da narrativa, isso acontece.

A pretensão desse episódio é transformar a caça em caçador. Preparar uma armadilha para que Allison possa cair. Assim começam a alimentar Allison com informações forjadas que, francamente, são pouco convincentes até para mim. Que dizer então de uma experiente agente dupla com imensa capacidade de manipulação.

Homeland-5x09-002

Ainda assim Allison morde a isca. A partir daí a narrativa se desenvolve explorando a operação de vigilância a Allison, com a mesma tentando esgotar todos os recursos possíveis para despistar eventuais perseguidores. Perseguidores que, até então, ela apenas imagina existir. E esse é um dos melhores trechos que o episódio tem a oferecer.

Outro ponto de destaque do episódio é a desfaçatez com a qual Allison coloca pulgas atrás da orelha de todos, até mesmo de Dar Adal. Mais uma vez sua capacidade de manipulação se mostra como sua maior habilidade, e Miranda Otto merece todo o mérito por conseguir fazer cada cena do olhar malicioso de sua personagem ser convincente.

Homeland-5x09-004

Pouca coisa acontece além disso. Na verdade, nada além disso. O que deixa evidente também que, além de terem provavelmente se perdido, os produtores estão claramente procrastinando para o final da temporada que se dará em mais três episódios. A exemplo, não sabemos mais nada sobre Düring (Sebastian Koch) e seu comportamento suspeito, ou sobre Jonas (Alexander Fehling), Laura (Sarah Sokolovic) ou Numan (Atheer Adel). O que apenas reforça o indício de que não sabem o que fazer.

A propósito a sensação de desnorteamento é bastante simbolizada na pessoa de Peter Quinn, que já há alguns episódios, após tentar se matar por Carrie, em seguida esquecer que ela existia e unir-se a uma missão de infiltração em uma célula terrorista, parece estra estreando seu próprio spin-off de Homeland dentro da própria série.

Homeland-5x09-003

Que diabos os roteiristas querem colocando Peter Quinn para servir de cobaia de testes de gás sarin para os terroristas? O prazer sádico de medir a capacidade de fazer Peter Quinn sofrer parece ser a única explicação. E não me venham com a desculpa de que o objetivo é mostrar o desenvolvimento de um plano de ataque terrorista à Europa.

Uma preparação dessas é evidentemente desnecessária, em se tratando de um seriado como Homeland que tem em sua essência tratar de questões envolvendo atos de terroristas. Bastava apenas deixar o ataque acontecer, ou não. Contar a história por detrás do planejamento do ataque, colocando um personagem importante como Quinn apenas como o ponto de vista interno para essa narrativa, é tanto desperdício de tempo de tela quanto do personagem em questão. Nada agradável. Nada agradável mesmo.

Ainda resta esperança que os três últimos episódios dessa temporada possam conseguir redimir uma temporada que começou de maneira esplêndida, prometendo ser a melhor de toda a série. Se não for assim, talvez seja melhor reconhecer que já é hora de Homeland encerrar os trabalhos, e ao menos preservar a sua história.



homeland posterSérie: Homeland
Temporada:
Episódio: 09
Título: The Litvinov Ruse
Roteiro: Howard Gordon & Patrick Harbinson (História); Alex Gansa (Teleplay).
Direção: Tucker Gates
Elenco: Claire Danes, Rupert Friend, Mandy Patinkin, Miranda Otto, Mark Ivanir, Nina Hoss e F. Murray Abraham.
Exibição original: 29 de Novembro de 2015 – Showtime
Graus de KB: 2 – Nina Hoss atuou em Elementarteilchen (2006) com Wilfried Hochholdinger que esteve em X-Men: Primeira Classe (2011) com Kevin Bacon.

 


One thought on “Review | Homeland 5×09: The Litvinov Ruse”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *