Crítica | Leftovers 3×05: It’s a Matt, Matt, Matt, Matt World

Sem dúvidas o mundo apresentado na série Leftovers é um mundo muito insano, e o quinto episódio dessa terceira temporada (It’s a Matt, Matt, Matt, Matt World) foi, desde já, um dos episódios mais loucos já vistos nessa série. Com a data do cabalístico 7º aniversário da “despedida” se aproximando, tudo está ficando cada vez mais “Matt”!

Leftovers S03E05 – It’s a Matt, Matt, Matt, Matt World!

Convencido com todas as forças que o destino de Kevin é estar na cidade de Miracle no 7º aniversário da “Despedida”, com grande ímpeto e determinação, Matt parte para a Austrália com seus “apóstolos” e a companhia (a seu contragosto) de Laurie para trazer Kevin de volta para “casa”. Para o azar dele, Deus acaba dificultando um pouco as coisas. Sim…

A Explosão

No episódio anterior ficamos com dúvidas de qual explosão estavam falando na Austrália e o início deste episódio tratou logo de elucidar o caso. Um homem nu fez malabarismos e gerou um grande conflito internacional. O porquê dele ter feito aquilo provavelmente nunca vamos saber¹, aliás, é melhor já estarmos preparados para aceitar que muitas coisas ficarão à nossa interpretação no final da série. Pode não ser acolhedor, mas mesmo assim ainda é muito bom.

Frasier

Todo o incidente nuclear e a correria que Matt tem que fazer para conseguir chegar até a Austrália não é o destaque deste 5º episódio, tudo acontece de verdade quando, após tentar responder uma trívia sobre alguém com 91 anos que mesmo assim teve um filho, eles entram na embarcação com a maior e mais insana orgia que os mares da Tasmânia já deve ter presenciado.

Uma vez lá dentro, além das orgias e mais pirocas, peitos e bundas à mostra, Matt se depara com ninguém menos que Deus. É óbvio que isso pira o cabeção de Matt que trata de tentar buscar satisfações com o tal de David Burton que diz já ter ressuscitado como Kevin e se auto declara Deus. Só que antes de conseguir ficar cara a cara com ele Matt foi advertido:

– Aquele que disser o nome dele (o Leão, Frasier) após a meia noite se tornará ele.

Chega a um momento que você, como espectador, só deixa a loucura rolar e acompanha tudo ávido para ver onde as coisas vão terminar (se é que vão!). É lógico que Matt acaba falando o nome de Frasier e, se olharmos bem o final do episódio, não é que de certa forma ele pode mesmo ter se tornado Frasier?

A verdade é que, para os menos atentos, David Burton já deu as caras em outros episódios da série. Sim, o sujeito que Kevin encontra na ponte num dos melhores episódios de Leftovers até aqui (International Assassin) era ninguém menos que ele. Assim como uma carta que é encontrada que estava endereçada justamente a David Burton. Se ligue nas imagens abaixo:

Pode respirar e pegar os pedaços de seus miolos que se espalharam pela sala antes de continuar

Era ele!

Se nada podia se tornar mais maluco (ou melhor, mais Matt!), no final da episódio enquanto algumas pessoas acabam desembarcando assim que chegam na Austrália, Matt e sua trupe aguardam um pouco mais (o aviso da garota que ele encontra foi providencial não?) enquanto Frasier, o Leão, faz um banquete Divino. Laurie e os demais estão enojados enquanto Matt simplesmente diz:

– Era esse o cara que estava falando.


  1. Para entender a cena inicial do nuelo que queria explodir o mundo, preste atenção no monólogo inicial do episódio.
  2. Existem outros caras como Kevin que conseguem retornar a vida por algum motivo?
  3. David Burton era Deus? Julgando pelo o que o Leão fez com ele, não né?
  4. Você seria devoto da igreja de Matt?
Queria ser astronauta mas tudo o que consegui na vida foi cair de um carro em movimento, fissurar meu crânio andando de skate e zerar Alex Kid in The Miracle World no Master System. Nas horas vagas vejo filmes que ninguém conhece, mato monstros que não existem e torço por um time que nunca vence.
  • Junior

    Ok mas então como podemos entender essas referências à esse David Burton nos outros episódios??