Review | Double Dragon IV

Review | Double Dragon IV

Double Dragon é uma franquia importante no mundo dos games e o primeiro jogo para fliperama em 1987 foi um enorme sucesso, consolidando o gênero beat ‘em up. Não demorou para ganhar versões também em videogames, quadrinhos, desenhos animados e filme para o cinema. Inicialmente criada pela Technōs Japana, foram criadas diversas continuações ao longo dos anos e a mais recente delas é Double Dragon IV, desenvolvida e produzida pela Arc System Works.

A primeira coisa que chama a atenção em Double Dragon IV é o seu visual bem similar aos primeiros jogos da franquia do final dos anos 1980. É possível sentir nostalgia ao ver os irmãos Billy e Jimmy Lee de volta mais uma vez para andar e bater. Contudo, esse sentimento dura pouco, já que o game da Arc System Works não parece interessado em fazer mais do que explorar um pouco do retrô para convencer o jogador de que o seu software é interessante.

A jogabilidade não foi nem um pouco inovada ou até mesmo atualizada para a geração atual. Tudo bem, talvez isso não fosse necessário, mas a impressão é que Double Dragon IV quer levar ao jogador tanto os sentimentos bons, mas principalmente os ruins, em relação a experiência nostálgica de voltar à essa franquia. O movimento dos personagens é tosco, os inimigos que aparecem não apresentam muito desafio e a forma de “bater e andar” é pouco fluída.

Para saber mais sobre a jogabilidade você pode conferir o vídeo abaixo. Fiz um Mico Review onde mostro um pouco de Double Dragon IV:

O jogo só se apresenta um pouco desafiador ao passar de algumas fases, mas simplesmente pelo fato de colocar mais inimigos na tela e com apelações que o fato da jogabilidade ser ruim faz com que você sinta mais raiva do que prazer ao jogar. Mas não é uma “raiva gostosa”, daquelas que a gente sente quando o game te desafia, ou mesmo algo nostálgico ou retrô, é só mesmo a sensação de “que tosco” (talvez no mico review seja mais fácil apresentar isso).

Você tem algumas vidas e continues limitados, mas aí para Double Dragon IV não ficar praticamente impossível de ser terminado, na tela inicial do game é possível escolher a fase para jogar. Mas também, para não ficar muito fácil, você só consegue selecionar até a fase anterior da qual conseguiu alcançar.

Após algumas fases surgem outros elementos da franquia, por exemplo, em uma delas, o game se transforma em um jogo de plataforma, onde dessa vez você não precisa bater e andar, mas sim andar e pular para chegar até o outro lado. Dessa forma Double Dragon IV se torna um pouco menos repetitivo, mas obviamente que a jogabilidade não ajuda, então se aplica o que já foi dito anteriormente sobre ser engessada e ruim.

Então qual seria o objetivo de fazer um game como Double Dragon IV? A ideia era fazer um jogo praticamente sem nenhuma atualização e que fosse o mais próximo possível do original? Se fosse isso, seria melhor simples fazer um remake ou atualização dele, provavelmente funcionaria melhor. Pois é bem provável que a versão de 1987 apresente uma experiência para o jogador bem mais divertida, interessante e realmente nostálgica do que essa de 2017.


Classificação:


Double Dragon IV

Plataformas: PlayStation 4, Microsoft Windows, Nintendo Switch, Android, iOS e Xbox One
Produtora: Arc System Works
Desenvolvedora: Arc System Works
Diretor: Yoshihisa Kishimoto
Gênero: Beat ‘em up
Ano: 2017

Ramon Prates

Ramon Prates

Analista de sistemas nascido em Salvador (BA) em 1980, mas atualmente morando em Brasília (DF). Cinema é sem dúvidas o meu hobby favorito. Assisto a filmes desde pequeno influenciado principalmente por meus pais e meu avô materno. Em seguida vem a música, principalmente rock e pop.

Um comentário em “Review | Double Dragon IV

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: