Star Wars Battlefront

Confesso que não sou muito fã de jogos de tiro em 1ª pessoa, ou FPS se acharem melhor. Na época de jogos como Doom e Quake eu ainda achava divertido, mas depois de Counter Strike a coisa começou a ficar realista demais. No máximo eu estava jogando games que misturassem outros estilos além do FPS como GTA V e Uncharted, só para citar alguns exemplos. Ou no máximo um Bioshock, que apesar de ser FPS ainda tinha magias e outras coisas menos realistas.

Então chegamos a Star Wars Battlefront, um FPS que praticamente só tem jogatina online. Por que eu iria encarar um jogo desses? Tem o lado nerd fã de Star Wars. Eu nem testei a versão BETA e o preço do jogo (230 Reais versão digital e 270 versão física, isso para PS4) não me deixou muito animado. Mas rolou uma promoção nas Lojas Americanas de tijolo (lojas físicas) por 199 Reais, aí um amigo comprou e eu acabei entrando na pilha e comprei também.

Diversão garantida e um pouco de nostalgia

Acabou que valeu muito a pena ter comprado o jogo. Graças a Star Wars Battlefront fiz um pouco as pazes com os jogos de FPS. Obviamente que isso não quer dizer que eu seja bom nesse tipo de jogo, mas após algumas partidas online já posso afirmar que o negócio é extremamente divertido. E claro, também bastante viciante.

Um dos motivos de eu ter gostado é que existe a opção de jogar tanto em 1ª pessoa quanto em 3ª pessoa. Acabei me acostumando mais a jogar em 3ª pessoa. Fica um pouco “menos difícil” de jogar. Claro que jogar no mouse no computador é mais fácil de mirar, mas aos poucos estou tentando me acostumar com isso no controle do PS4.

Quando eu tinha um Nintendo Wii, jogar esses games de tiro era até mais divertido já que você usava o controle para mirar na tela onde você queria atirar, parecido com os jogos de fliperama no qual você usa uma arma de plástico para jogar. Ou podemos voltar ainda mais no tempo na época do Nintendo e lembrar que eu tive também aquela pistola e ficava jogando Duck Hunt. Quem tinha Master System também tinha pistola.

starwars_battlefront_foto1

Modos de jogo

Voltando a Star Wars Battlefront, existem diversos tipos de modos de jogo. Basicamente são formados 2 times: Aliança e Império, e começa a batalha. O que mudam são os objetivos. Tem o básico onde os 2 times se enfrentam e o time que conseguir matar 100 adversários ganha, ou alguns mais elaborados onde tem que capturar droid e cargas.

Por enquanto os que eu achei mais legais são Heróis vs. Vilões e Caça ao Herói. No 1º cada time conta com 3 personagens diferenciados. No lado do império temos Darth Vader, Palpatine e Boba Fett e do lado a Aliança temos Luke, Han Solo e Leia. Cada um deles tem características especiais. Com Vader e Luke ao invés de sair atirando, você usa os sabres de luz. A cada “rodada”, isto é, a cada vez que você morre troca de personagem. A maioria do grupo fica com os “peões”, mas eventualmente você joga com os personagens principais. Só que mesmo com eles não vai ser fácil sobreviver a batalha. Já no 2º uma pessoa assume o personagem e luta contra os outros “peões” e do mesmo jeito a cada “rodada” ocorre a troca de personagem.

Já o modo offline funciona mais como um treino para o modo online. É possível jogar com algum amigo online, ou com ele no mesmo videogame com a tela dividida. Aí entram os famosos “bots” controlados pelo computador para controlar os outros bonecos da partida.

Acho que seria importante ter um modo campanha, mesmo que fosse pequeno como a maioria dos FPS, para complementar ainda mais a experiência do jogo. Você escolheria um lado (aliança ou império) e cumpriria as missões. Mas isso com certeza iria comprometer o desenvolvimento do modo online e assim foi possível focar apenas nele. Quem sabe numa futura atualização ou continuação não seja criado um modo offline mais interessante.

starwars_battlefront_foto2

Batalha de naves

Existe também a opção de jogar com as naves de Star Wars. Mais um detalhe para os fãs da franquia irem ao delírio. Afinal de contas quem nunca quis pilotar uma X-Wing, TIE Fighters e principalmente a Millenium Falcon? Pilotar as naves não é muito difícil, mas para mim está no mesmo nível de sair atirando. Volta e meia aparece o aviso dizendo para eu voltar para a batalha porque estou indo para o lugar errado (risos).

Temos também os speeders imperiais que são um pouco mais complicados de pilotar. Lembram de “O Retorno de Jedi” que volta e meia alguém batia numa árvore e o veículo explodia? A gente pensava: “que barbeiros”. E não é que o negócio é difícil de dirigir mesmo (risos)?

starwars_battlefront_foto3

DLCs – Batalha de Jakku

Como é comum nos jogos atuais existe os DLCs. Alguns são pagos, existindo a opção de comprar o passe de temporada, mas a Electronic Arts disse que vai disponibilizar novos cenários gratuitos com o passar do tempo. O 1º conteúdo grátis é a Batalha de Jakku que contem 2 novos mapas com cenários e eventos que vão estar presentes em “Star Wars – O despertar da força”. Eu já baixei, mas ainda estou com medo de pegar algum SPOILER do filme (risos).

starwars_battlefront_foto4

Conclusão

Nas primeiras partidas online vai ser um pouco complicado, afinal de contas você ainda vai estar com o nível baixo e sem armas e itens especiais. Mas mesmo assim o negócio é divertido e aos poucos você vai melhorando o seu ranking. Meu objetivo por enquanto é tentar pelo menos não ficar em último lugar na classificação do meu time. Essa classificação é feita baseada no número de mortes suas e de quantos você conseguiu matar. Ainda estou longe de ter matado mais que morrido, mas ver que tem alguém pior que você na partida já é um pouco gratificante (risos). E não deixa de ser um sonho nerd realizado em de alguma forma participar das batalhas do universo Star Wars. Além é claro de ser um bom aquecimento para o episódio VII.

Classificação:


starwars_battlefront_capaStar Wars Battlefront
Plataforma: PlayStation 4, Xbox One e Microsoft Windows
Produtora: Electronic Arts
Desenvolvedora: EA Digital Illusions CE (DICE)

Analista de sistemas nascido em Salvador (BA) em 1980, mas atualmente morando em Brasília (DF). Cinema é sem dúvidas o meu hobby favorito. Assisto a filmes desde pequeno influenciado principalmente por meus pais e meu avô materno. Em seguida vem a música, principalmente rock e pop.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *