Resenha de Livro | Tchau

A morte é uma das poucas certezas que temos vida, mas ainda assim é um tema sempre difícil de ser abordado. Como se despedir de alguém querido? Tchau, do escritor baiano Ricardo Cury, aborda o tema de forma leve e divertida, mas sem deixar de ser realista e emocionante.

O livro gira em torno de 2 personagens: Luiza e Zinho. Eles tiveram um breve encontro enquanto eram crianças que foi registrado com uma foto e a narrativa faz um paralelo em torno de suas vidas. Essa fotografia foi marcante para ambos e o tempo todo ele pensa em como gostaria de revê-la e ela a guarda, sempre narrando o que aconteceu para quem pergunta a respeito.

Já na vida adulta Zinho virou um pescador enquanto Luiza trabalha com cuidados paliativos, após se tornar psicóloga. Enquanto ele vive sua vida após perder a família em um acidente de carro, ela vive de “facilitar” a morte dos pacientes da clínica onde trabalha.

Cury é hábil em construir a narrativa dos 2, alternando os capítulos entre cada um deles. Os capítulos são curtos e em alguns momentos parecem contos independentes. Isso facilita a leitura do livro, tornando-a ainda mais agradável.

Esse é o 2º livro de Ricardo Cury, um escritor independente, e que também é conhecido na cena rock baiana como baterista de bandas como Dinky-Dau, ZecaCuryDamm, Uine e muitas outras. O anterior foi o volume de crônicas “Para Colorir” (2008), que apesar do nome não é livro de colorir. “Tchau” foi feito viabilizado através de um projeto de crowdfunding que demorou um pouco mais que ele esperava, mas o resultado final valeu totalmente a pena o esforço do autor e a espera dos leitores.

Para dar maior veracidade a sua narrativa, Ricardo Cury fez um processo de pesquisa bem interessante onde conversou com diversos profissionais de saúde e também com pessoas que perderam algum ente querido. Entre eles este que vos escreve, que perdeu sua irmã em 2015 vítima de câncer.

Cury me pediu que escrevesse um pouco sobre meus sentimentos de perda e quais foram as circunstâncias. Então para mim a leitura de Tchau ainda tem esse lado pessoal, que tornou a experiência ainda mais emocionante. Ainda que ele não tenha usado nada específico, para mim ler histórias de pessoas em seus últimos dias de vida me trouxeram algumas memórias do que passei junto de minha irmã.

Como dizer tchau para alguém? Com certeza não existe uma resposta certa para esse questionamento. No entanto o livro de Ricardo Cury explora muito bem o tema de despedidas em uma leitura leve e agradável. E o fato dele ter conseguido abordar isso dessa maneira de forma eficaz mostra o quão talentoso ele é como escritor.



Título: Tchau
Autor: Ricardo Cury
Editora: Edição do Autor
Número de páginas: 244
Mais informações: www.instagram.com/livrotchau

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *