Fluffy Horde – Game indie brasileiro ganha data de lançamento!

O jogo Fluffy Horde, ganhador do prêmio Excelência em Tecnologia e finalista em outras três categorias no Gamepolitan 2016 (melhor narrativa, melhor som, melhor arte) teve seu trailer e data de lançamentos revelados. Para quem acompanha o Varacast (um dos nossos podcasts) já conversamos com parte da equipe (na verdade internacional) sobre a “Arte de Criar um Game” e nesse bate-papo/entrevista, o Fluffy Horde já havia sido anunciado como um dos projetos do time capitaneado por Ernani Rocha¹.

O título, em desenvolvimento pela equipe multicultural da Turtle Juice, foi um dos vencedores do edital de games de 2016 da Spcine. Foi anunciado que sua previsão de lançamento é para setembro deste ano para PC na Steam (Windows, Mac e Linux), sendo que versões para PS4, Nintendo Switch, Xbox One, iOS e Android também estão planejadas para datas futuras. O jogo também está concorrendo aos prêmios do BIG Festival e aguardando aprovação no Steam GreenlightAssista ao sensacional trailer do game:

Fluffy Horde

O reino está sendo invadido por uma horda de coelhos que se reproduzem freneticamente dominados por um Xamã incompreendido. Após ter tido um lar negado em todos os três reinos, o Xamã decidiu reunir suas hordas e jogá-las como pragas, destruindo os moinhos de vento dos humanos, quebrando os cristais dos pigmeus e corrompendo a árvore sagrada dos elfos. O jogador deverá usar seu exército (que conta com um garoto fantasiado de cenoura) para dizimar os coelhos uma cidade por vez.

O gameplay é inspirado em jogos de estratégia em tempo real como Warcraft: Frozen Throne e Age of Empires e outros de tower defense como Kingdom Rush e Plants vs. Zombies. O controle individual de personagens, sua coordenação e posicionamento ao longo do mapa alongado na horizontal são essenciais para fazer com que esse jogo consiga trafegar tão bem em plataformas diversas.

Os puzzles se juntam a isso em algumas fases, algo que o game designer brasileiro Ernani Rocha já usou em projetos anteriores. A programação e ajustes para que tudo esteja em harmonia fica nas mãos de Bashar Saade, um sírio que começou sua aventura nisso ao fazer um jogo inspirado em um título anterior da Turtle Juice, chamado Turtles of Destiny.

O Homem-Cenoura

O pixel art aliado às cores do jogo dão o tom alegre e bem humorado da narrativa e do gameplay. Tales Demídio é o brasileiro responsável pelos visuais incríveis e as animações detalhistas de Fluffy Horde, sempre em sincronia com as músicas e efeitos sonoros originais criadas por Glauber Barreto e a dublagem hilária do ator londrino Will Bond. Para assegurar que as versões do jogo saiam com a menor quantidade de bugs e sem problemas de localização, Bhernardo Viana cuida do controle de qualidade.

Mais que um game, uma homenagem

O jogo também é feito em memória de João Vitor, o antigo programador de Turtle Juice que faleceu 2 anos atrás e que foi o primeiro parceiro de Ernani no desenvolvimento de games.


  1. Tenho certeza que Ernani até hoje é grato pelo grande incentivo que dei a ele anos atrás quando eu disse: “É impossível fazer um jogo!“.
Queria ser astronauta mas tudo o que consegui na vida foi cair de um carro em movimento, fissurar meu crânio andando de skate e zerar Alex Kid in The Miracle World no Master System. Nas horas vagas vejo filmes que ninguém conhece, mato monstros que não existem e torço por um time que nunca vence.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *