Crítica | 13 Reasons Why – 1×03: Fita 2, Lado A

As coisas vão ficando cada vez mais sérias em 13 Reasons Why.

Efeito borboleta

É aquela velha história: um pequeno acontecimento pode ser importante o suficiente para mudar muita coisa.

Alex Standall e a fatídica lista

Uma brincadeira idiota de adolescentes ganhou enormes proporções para Hannah e a atingiu em cheio. Alex Standall colaborou na elaboração de uma lista sobre ”qualidades” de vários alunos do colégio. Ele escreveu que Hannah tinha a melhor bunda.

Alguns parecem não entender como isso prejudicou a garota. O próprio Clay considerou isso um elogio. Ledo engano. Hannah virou um alvo, motivo de brincadeiras maldosas e até de assédio.

Bryan, o babaca maior

Agora começamos a entender o porquê de Kat considerar Bryan como o Darth Vader.

Hannah estava em uma loja em busca de chocolates quando dá de cara com Bryan. Evidenciando o seu mau caráter, o rapaz simplesmente passa a mão na “melhor bunda do colégio”. Hannah fica sem reação.

Justin e Jessica

Considero esse relacionamento um tanto estranho. De qualquer forma, foi preocupante ver que Justin e seus amigos planejam algo cruel em relação a Clay. Parece que estão apenas esperando uma oportunidade para botar em prática um plano.

Tivemos aqui um vislumbre do passado de Justin e de sua vida complicada em casa. O garoto pode ter sofrido, mas nada justifica o seu péssimo comportamento.

A importância de observar

13 Reasons Why está batendo na tecla de quão importante é prestar mais atenção nas pessoas ao seu redor, principalmente em um ambiente escolar. Será que aquele amigo quieto e arredio não pode estar pensando em se matar? Ou até de pegar uma arma e matar os outros? É aquela mistura perigosa de bullying, perseguições, valentões e jovens que ainda não estão exatamente prontos para se lidar com isso. Falta apoio no colégio e em casa.

Então

Foi um excelente episódio. EStá claro que 13 Reasons Why tem potencial para abordar o tema do suicídio de maneira profunda.

Acho bizarro quem critica o seriado sem nem ao menos assisti-lo. Bom, não dá para considerar a opinião de alguém assim, não é mesmo?

Para uma pessoa de 30 anos os “porquês” podem ser exagerados, mas é importante nos colocarmos no lugar de alguém como Hannah para começarmos a entender o início do seu sofrimento e as consequências.

De qualquer forma, o seriado está longe de ser ingênuo ou forçosamente melancólico. Há espaço para humor e momentos agradáveis, como quando Clay convida Hananh para ver o tal eclipse penumbral da lua.

Vocês estão gostando? Acho que já deu para perceber que estou bem investido no seriado.

 

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

3 thoughts on “Crítica | 13 Reasons Why – 1×03: Fita 2, Lado A”

  1. Aos olhos dos outros os problemas ou a forma como “brincadeiras” afetam alguém podem parecer bobagem, mas só quem sofre bullying sabe como é. E como você disse, são adolescentes e as proporções nessa idade são gigantescas.

    Fora que o próprio sistema educacional americano é diferente daqui. Essas figuras de “chefe de torcida”, “atletas”, não rolam por aqui e são fatores que influenciam em diversos aspectos.

    Fora tudo isso, poucas produções conseguem ser tão contundentes com esta em abordar um tema tão importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *