Review | The Walking Dead – 6×09: No Way Out

Dizem que o ano só começa após o carnaval, mas depois de “No Way Out“, o episódio de retorno para a metade final da 6º temporada de The Walking Dead, podemos afirmar que agora sim o ano pode começar porque tivemos um episódio que, literalmente, explodiu cabeças e despedaçou algumas esperanças.

Aviso de SPOILERS

Os comentários a seguir falam sobre acontecimentos encontrados em No Way Out, o nono episódio da sexta temporada de The Walking Dead.

#TWD (S06E09) – No Way Out

Se o sneak peak do episódio anterior, ‘Start to Finish‘ , deixava claro que um novo e FUDEROSO vilão estava por vir, Daryl e seu RPG (o lança foguetes) jogou tudo pelos ares. Morda, mastigue, engula, repita. Não fique mordiscando que a merda desce mais rápido. Esse foi o ponto em que a série televisiva jogou tudo pelos ares. Confesse. Sua boca ainda não fechou até agora depois da cena de abertura.

Claro que seria bom se fosse assim mesmo, se fosse este o momento em que a série daria um tapa na cara de quem fica querendo que ela siga como nas HQs, mas no fundo já sabemos que sempre existem pegadinhas.

– Suas propriedades pertencem ao Negan…

the-walking-dead-episode-609-michonne-gurira-935

A redenção do Padre Gabriel

O padre há muito tempo carregava o título de personagem mais odiado da série, e convenhamos, ele mereceu por tudo o que ele NÃO fez. Aqui em ‘No Way Out‘ encontraram um caminho para ele pagar os seus débitos de uma forma bastante convincente e que fugiu um pouco do comum em TWD, que costuma arrumar soluções estapafúrdias algumas vezes e que nos faz questionar se os produtores tem mesmo a coragem suficiente de elevar o programa a um patamar mais alto. Sim, é uma indireta para nosso querido Glenn.

Enid, Glenn e Maggie

Casos de família versão apocalipse. O personagem Glenn, como comentei acima, depois da solução ‘ex-machina’ que arrumaram para ele na metade inicial desta sexta temporada perdeu toda a carga dramática que possuía. Fale sério, quem achou que ele iria sobrar quando os zumbis o cercaram? Talvez só a Maggie.

Quanto a Enid… bom, ela continua sendo apenas uma aborrecente.

A Médica e o Monstro

O poder Jedi de Morgan seria capaz de mudar o monstro, o sujeito com o W na testa? Essa pergunta tinha ficado praticamente respondida na série, mas aqui neste nono episódio a dúvida retornou.

Será que ele estava mudando por conta da nova doutora de Alexandria, seja por paixão ou apenas por instito de sobrevivência? Bom, nunca vamos saber, afinal Carol não nos deu tempo para descobrir.

O Inception de Sam

Existem alguns momentos recorrentes em The Walking Dead que, apesar das pequenas falhas e episódios chatos que surgem no caminho, fazem tudo valer a pena. São as ações de tempos atrás que reverberam em acontecimentos futuros, ou até mesmo algumas coisas ditas tempos atrás. Quem não se lembra do que Carol disse ao pequeno Sam quando ele descobriu o que ela estava tramando? Bom, ele nunca se esqueceu.

E quando a corda de Igor Kanário estava sendo puxada em meio aos foliões zumbis, quando tudo parecia ter um destino feliz, é que o inception acordou na mente de Sam que serviu de janta para alguns monstros. E como já diria o grande Kanário:

E aí é nóis e depois de nóis é nóis de novo!

the-walking-dead-episode-609-rick-lincoln-3-935

E lá se foi Sam. E lá se foi a paquera de Rick. E lá se foi o outro filho insuportável dela. E lá se foi o olho de Carl. O efeito dominó do apocalipse.

Alexandria vive?

O grande discurso de Gabriel serviu para coroar aquele que foi um dos momentos mais emocionantes deste episódio. Quando toda a Alexandria resolveu partir para a batalha. Aquela que supostamente viraria história e seria contada anos depois. Claro, pelo menos um precisaria sobreviver para isto acontecer.

Deus salvou Alexandria, mas contou com a ajuda de Daryl e sua trupe que chegou tacando fogo e cuspindo balas no melhor estilo “pega a metralhadora e trá, trá, trá!

O que esperar agora?

Depois de um grandioso episódio de retorno, com tantas mortes e acontecimentos espetaculares, todos esperam que a série siga nessa levada. Esperança é aquela coisa que nos move a perder noites assistindo TWD, alguns perdem seu tempo escrevendo sobre a série e outros mais insanos lendo o que estes ‘desocupados’ escrevem.

Não vai ser sempre assim, existirão muitos episódios vazios no meio de alguns espetaculares. Mas quem se importa? Se até Rick voltou a ter fé naqueles que, se analisarmos bem, lhe trouxeram mais desgraças do que boas novas, porque a gente não vai seguir amando The Walking Dead?

 

5 thoughts on “Review | The Walking Dead – 6×09: No Way Out”

  1. Olha, o que eu curti mesmo foi a semelhança com a HQ. Não sou do tipo q quer ver tudo do original ‘ingual’ na telinha não, mas é bom ver uma adaptação bem feita.

    A briga com os zumbis, toda aquela confusão q vc não sabe quem ta sendo mordido quem não tá. Aquelas imagens solos, nos quadrinhos rola de ter umas imagens do Rick furioso, cheio de sangue e tal…

    E de novo pra mim ficou evidente o erro q foi manter a bebezinha viva.

    Imagina q louco seria se TWD mantivesse essa qualidade em todos os epis??

    1. Tadinha da Judith, mas é proibido matar crianças e cachorros em produções Jacy, se não é muito ‘do mal’ hehehe

      To curtindo a série, apesar dos episódios ‘enche-linguiças’ que rolam às vezes.

      Também não curto tudo igualzinho não, mas gosto como a série cria outros caminhos para chegar ao mesmo lugar, tipo Carl ‘caolho’.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *