Review | Super Mombo Quest

Review | Super Mombo Quest

Super Mombo Quest é um jogo indie que mistura elementos de games de plataforma, como Super Mario e Mega Man, com metroidvania. O software do estúdio brasileiro Orube Game Studio tem um visual simples em pixel arte e uma pegada retrô, mas sua jogabilidade é bem criativa e surpreende no desenrolar da jogatina de maneira bem inventiva, sem perder sua simplicidade.

O herói da aventura se chama Mombo, uma curiosa e exótica criatura roxa fofinha, e sua jornada consiste em ajudar Tomé a salvar sua terra. O protagonista se interessa por moedas e cristais roxos, assim Tomé os espalha pelos cenários para que Mombo vá coletá-los e de quebra salve o local das forças do senhor dos pesadelos.

Super Mombo Quest passa por diversos mundos e cada um deles é separado por fases. Em cada fase Mombo tem como objetivo principal simplesmente atravessar o cenário, como em uma tradicional aventura de plataforma em 2D. Um dos diferenciais do game da Orube Game Studio são os “objetivos secundários”.

Nas fases podem existir mais dois objetivos: realizar o “Mombo Combo” – que consiste em matar todos os inimigos em sequência sem deixar a barra de combo chegar ao final – e coletar todos os cristais. Completar esses objetivos dá moedas de ouro que servem para desbloquear novas fases. Então cabe ao jogador definir quando é viável ou não tentar completar esses desafios secundários, pois alguns deles apresentam uma dificuldade bem interessante.

Em cada mundo existe um “chefão” e quando Mombo os derrota ele adquire uma nova habilidade, algo similar ao que acontece com a franquia Mega Man. A diferença é que não existe uma barra de energia a ser consumida ao se utilizar essa habilidade recém-adquirida. Com elas é possível acessar novos pontos dos mundos, como um bom metroidvania, além de ter novas formas de realizar os objetivos secundários.

Outro elemento de metroidvania usado em Super Mombo Quest consiste em encontrar lugares onde é possível se teletransportar para outros pontos dos mundos, especialmente o “mundo inicial” que possui comerciantes que vendem recursos para Mombo. A coleta dos cristais nas fases serve para realizar as compras e alguns itens dão habilidades interessantes para o jogador e influenciam na forma de jogar. Você só pode usar no máximo três ao mesmo tempo, então temos itens que dão um coração à mais de vida, ou que fazem com que os inimigos não consigam te atingir caso você já tenha completado a fase e realizado os objetivos secundários – assim o jogador pode definir a melhor tática para cada mundo.

Em síntese, Super Mombo Quest é um jogo simples, mas extremamente divertido e que com o passar das fases e mundo apresenta uma curva interessante de aumento de dificuldade, apresentando ótimos desafios para o jogador. O visual tem uma pegada retrô e nostálgica, mas sua jogabilidade é bem atualizada e a mecânica não deixa nada a desejar a outros grandes jogos de aventura de plataforma em 2D com pegada de metroidvania.


Classificação:


Super Mombo Quest

Plataformas: Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One, Android, iOS, Microsoft Windows
Desenvolvedora: Orube Game Studio
Produtora: Orube Game Studio
Gênero: plataforma 2D, independente, adventure, metroidvania
Ano: 2020

Ramon Prates

Ramon Prates

Analista de sistemas nascido em Salvador (BA) em 1980, mas atualmente morando em Brasília (DF). Cinema é sem dúvidas o meu hobby favorito. Assisto a filmes desde pequeno influenciado principalmente por meus pais e meu avô materno. Em seguida vem a música, principalmente rock e pop.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: