Clássicos | No Silêncio da Noite (1950)

No Silêncio da Noite não é o filme mais lembrado de Nicholas Ray e nem de Humphrey Bogart, mas é um dos melhores trabalhos de ambos. A trama nos apresenta a Dixon Steele, um roteirista que passa por uma crise criativa. Ele está com pouca paciência para ler um livro e adaptá-lo, por isso decide convidar para sua casa uma garota que leu o livro e que pode contar a história para ele. Os problemas começam quando a garota é encontrada morta logo após deixar a casa de Dixon. As suspeitas, é claro, recaem sobre ele.

O destaque de No Silêncio da Noite é o personagem Dixon Steele e a soberba atuação de Bogart. Dixon é um esquentadinho. Ele é daqueles que explodem de uma hora para outra e não hesitam em resolver as coisas na base da intimidação. Além disso, é bom amigo do copo. Acompanhamos o relacionamento dele com Laurel, uma vizinha que serviu de álibi para ele não ser considerado o culpado da morte da garota. Só que as atitudes de Dixon fazem com que sempre exista uma dúvida no ar.

O diretor Nicholas Ray nos brindou com obras-primas como Juventude Transviada e Johhny Guitar e aqui ele também estava inspirado. O mistério é constante em No Silêncio da Noite, assim como uma sensação inquietante de que algo pode dar errado a qualquer momento. O filme costuma ser classificado como noir, mas não vejo nele tantos elementos do gênero. Trata-se mais de uma história de amor que foge do padrão.

É sempre um deleite ver um ator da estirpe de Humphrey Bogart em ação, ainda mais dando vida a um personagem fascinante como este. Dixon tem uma personalidade forte e é dono de atitudes imprevisíveis. Não digo que criei empatia por ele, mas ele me impressionou de muitas maneiras.

No meio de tantos clássicos de qualidade, este é um que dificilmente vemos em listas de melhores de todos os tempos. Talvez não seja para tanto, mas é um exemplar de como o cinema pode oferecer experiências inesquecíveis.


.



No Silêncio da Noite (A Lonely Place)

Direção: Nicholas Ray
Roteiro: Andrew Solt
Elenco: Humphrey Bogart, Gloria Grahame
Gênero: Mistério, Drama
Ano: 1950
Duração: 94 minutos.
Info: IMDb

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *