Review | The Walking Dead – 7×16: The First Day of the Rest of Your Life

Maior que o título do episódio que marcou o final desta morosa 7º Temporada de The Walking DeadThe First Day of the Rest of Your Life – só mesmo a paciência do espectador que enlouqueceu com o episódio de abertura e teve que acompanhar uma das temporadas mais fracas de toda a série. O final demorou a chegar e não foi dos piores episódios desta season, mas só a Síndrome de Estocolmo pode nos manter interessados na próxima temporada!

Aviso de SPOILERS

Os comentários a seguir falam sobre acontecimentos encontrados em The First Day of the Rest of Your Life, o último episódio da sétima temporada de The Walking Dead.

Sempre que um personagem vai ‘desta para uma melhor‘ em qualquer filme ou série, geralmente, rola uma ceninha onde ele se despede do seu grande amor. Sasha já não tinha mais o seu par neste plano, então a série recorreu ao recurso dos sonhos/devaneios para este fim. Enquanto os Alexandrinos se preparavam para o combate ‘final’ (sim, sabíamos que não era, a série fez questão de demonstrar isso da pior forma possível durante esta temporada), Sasha estava ciente que apenas um precisaria morrer. E não seria escolha de Negan.

Nada mais caricaturalmente deprimente do que o povo do lixão nesta season. Vê-los adentrando em Alexandria com os caminhões de lixo só não foi pior do que a traição que fizeram com Rick e o seu grupo. O sacrifício de Sasha e o apoio de Dwight neste momento pareciam quase inúteis, mas outro recurso surgiu como um passe de mágica para salvar o dia, ou melhor, pelo menos o episódio final desta sétima temporada. O Deus Ex-Machina, ou melhor, a Tigresa mágica.

Que um tigre iria atacar com toda a ferocidade alguém numa situação daquelas, ninguém tem dúvidas. Aliás, foi justamente desta cena que Negan entregou um dos momentos mais divertidos desta season-finale. O seu grito de ‘”PQP” um Tigre!!!’ foi hilário. Só que o mais impressionante foi notar que a Tigresa do Rei Ezekiel é de uma inteligência ímpar, afinal, só atacou os inimigos. Se fosse no Comand & Conquer onde tínhamos um exército azul contra o vermelho, até poderia ser mais compreensível, mas naquele mar de gente?

Quero lhe usar

Claro que isso é algo irrelevante para a trama e não traz nenhum prejuízo. E, de fato, foi um episódio até movimentado e que trouxe algumas nuances interessantes, tiros, lutas e muito sangue. Serviu também para marcar o início de uma nova era de luta das comunidades contra o Santuário. Agora que tudo está as caras, em teoria, só ação e resoluções podem ser esperadas para a oitava temporada.

Óbvio que, depois de 7 anos acompanhando The Walking Dead, é difícil acreditar que tenha alguém que esteja confiante na próxima temporada. Sim, vamos continuar sendo enrolados para ver 1 ou 2 grandes episódios e só isso. Nunca um final de série foi tão comemorado por este que vos escreve. É triste que Negan tenha sido a melhor e a pior coisa que aconteceu para esta série.


  1. Não sei se teremos forças para acompanhar de perto a oitava temporada aqui na POCILGA.
  2. Curtiu o final? Tá empolgado pro que está por vir? Se a resposta for sim procure por ajuda especializada, você pode estar sentindo os sintomas da Síndrome de Estocolmo.
  3. #TWD foi tão bom, mas tão bom, que me voltou a deixar com vontade de ver Fear The Walking Dead!

 

Queria ser astronauta mas tudo o que consegui na vida foi cair de um carro em movimento, fissurar meu crânio andando de skate e zerar Alex Kid in The Miracle World no Master System. Nas horas vagas vejo filmes que ninguém conhece, mato monstros que não existem e torço por um time que nunca vence.

4 thoughts on “Review | The Walking Dead – 7×16: The First Day of the Rest of Your Life”

  1. A cena do tigre foi muito bizarra. Nenhuma das “surpresas” do episódio funcionou. Sasha zumbi mesmo foi bizarro e o seu flashback totalmente desnecessário. Não achei a temporada tão ruim, mas sem condições de ter 16 episódios. Acho que se fossem 8 ou 10 teria funcionado melhor, a “enrolação” funcionaria melhor como “preparação”. Para finalizar, deixar a “guerra” para a próxima temporada foi bizarro.

    1. Não queriam encerrar a saga Negan logo agora e aí pronto. Formato também é fechado, aí não tem salvação. Concordo contigo em quase tudo, menos em uma coisa: Pra mim foi a pior temporada da série.

      1. eu diria que foi a única temporada ruim. mas foi tão ruim que me desanimou muito.

        se fossem uns 10 episódios dava para fazer algo bom mesmo. pena que a grana fala mais alto.

  2. de fato foi um bom episódio, justamente por ter sido movimentado e ter alguns momentos mais intimistas relevantes.

    mas ficou óbvio que Sasha iria morrer e o que mais me incomodou foi a batalha em si. achei mal coreografada, sem tensão e sem empolgação, mesmo com o tigre. lembra da batalha da prisão com o governador? compare mentalmente as sequências e verá.

    nota 8 para o episódio e 5.5 para a temporada.

    apesar da decepção, provavelmente continuarei assistindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *