Crítica | Despedida em Grande Estilo (Going in Style)

O que levaria 3 idosos a decidir assaltar um banco? Simples, basta sumir com o seu fundo de pensão. É isso o que acontece com Joe (Michael Caine), Willie (Morgan Freeman) e Albert (Alan Arkin) em Despedida em Grande Estilo. Após trabalharem por mais de 30 anos em uma empresa, a companhia decide encerrar suas atividades nos EUA e se mudar para o Vietnã. O fundo de pensão dos trabalhadores será usado para pagar as dívidas que ela deixou com o banco, e essa é a motivação principal para que os protagonistas decidam colocar em prática essa loucura que é cometer um crime, sendo que eles levam ainda mais para o lado pessoal e escolhem a mesma instituição bancária que está cuidando do caso, e que também está querendo “roubar” a casa de Joe por causa da falta de pagamento da hipoteca.

O primeiro ato do filme se dedica a apresentar os personagens e mostrar o absurdo da situação pela qual eles estão passando. Depois de trabalharem duro por toda a vida, agora que estão aposentados podem ir à falência sem o dinheiro do fundo de pensão. Joe é o que está em pior situação: o valor da hipoteca da sua casa aumentou bastante e agora ele está sem dinheiro para pagar, correndo o risco de perder sua propriedade. Willie e Albert dividem um imóvel. O primeiro está com um problema no rim e precisa de um doador, mas tudo que ele gostaria era ter dinheiro para poder visitar sua família mais de uma vez por ano. O segundo é o mais resistente à idéia, mas cede ao descobrir que o dinheiro do fundo de pensão dos funcionários será usado pela empresa para pagar as dívidas que ela deixou.

O roteiro de Theodore Melfi apresenta bem os personagens ao mostrar um pouco do seu dia-a-dia, dessa forma o espectador cria empatia com eles e começa a torcer para que eles consigam ser bem sucedidos no assalto. O elenco muito talentoso e carismático também contribui para isso, e os protagonistas tem uma química incrível entre si. Os diálogos e situações que eles enfrentam são hilários.

No segundo ato é feita a preparação para o assalto, seguindo bem a regra de um filme sobre crimes: primeiro apresenta os personagens, depois o treinamento e preparação, para em seguida mostrar a execução. Essa parte é um pouco corrida e não consegue dar conta direito das ações, mas isso, por outro lado, é positivo ao dar um ritmo mais dinâmico ao filme.

A montagem de Myron I. Kerstein utiliza recursos interessantes como dividir a tela, mostrando cada protagonista em uma delas, enquanto os três conversam pelo telefone. Ou ao mostrar um desenho feito com a planta do banco que depois se transforma em uma visão de cima do local. Essa transição funciona muito bem, graças também a fotografia de Rodney Charters. Um recurso meio clichê, mas que funciona, é mostrar a hora na tela em alguns momentos, já que o tempo é crucial na execução do assalto no terceiro ato.

O diretor Zach Braff explora bem o absurdo da situação e mostra tudo de forma leve e divertida, fazendo boas piadas sobre a idade e o modo de vida dos aposentados. O tema sobre aposentadoria é bastante atual, já que muitos países – principalmente o Brasil, vêm enfrentando problemas com a Previdência Social. “O país tem a obrigação de cuidar dos idosos”, diz um dos personagens, mas não é bem isso que nós vemos na realidade. Talvez o filme pudesse explorar o assunto de forma menos superficial, mas abordar o tema, mesmo de forma menos aprofundada, já é válido. Esperamos que nossos idosos não necessitem pensar na possibilidade absurda apresentada no filme e ter que planejar um assalto a banco para ter uma aposentadoria digna.


Uma frase: – Joe: “Esses bancos praticamente destruíram este país. E nada acontece com eles.”

Uma cena: O assalto a banco feito pelo trio de protagonistas.

Uma curiosidade: O filme é um remake de Going in Style (1979), estrelado por George Burns, Art Carney e Lee Strasberg, e dirigido por Martin Brest.

 


Despedida em Grande Estilo (Going in Style)

Direção: Zach Braff
Roteiro: Theodore Melfi
Elenco: Morgan Freeman, Michael Caine, Alan Arkin, Joey King, Matt Dillon, Ann-Margret, Christopher Lloyd, Kenan Thompson, Siobhan Fallon Hogan, John Ortiz e Peter Serafinowicz
Gênero: Comédia, Crime
Ano: 2017
Duração: 96 minutos

Analista de sistemas nascido em Salvador (BA) em 1980, mas atualmente morando em Brasília (DF). Cinema é sem dúvidas o meu hobby favorito. Assisto a filmes desde pequeno influenciado principalmente por meus pais e meu avô materno. Em seguida vem a música, principalmente rock e pop.

5 thoughts on “Crítica | Despedida em Grande Estilo (Going in Style)

  1. Engraçado, quando vi esse plot rapidamente achei que fosse algum tipo de continuação de outro filme de idosos que rolou tempos atrás. Quanto preconceito e ignorância minha hahha

    Bom, parece que o filme é mesmo divertida, sua crítica me deixou com vontade de assistir num fds em casa comendo pipoca hehehe

  2. Nada contra os três talentosos atores que estrelam este filme e nem contra o diretor Zach Braff, mas pense num filme que eu não assistiria! rsrsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *