Review | The Walking Dead – 6×03: Thank You

A 6º Temporada de The Walking Dead segue em nível máximo de adrenalina e tensão, mas sem dúvidas “Thank You”, o terceiro episódio deste sexto ano da série, foi um dos mais tristes e difíceis de aceitar. É tão difícil de aceitar aquele “obrigado” que muitos de nós estamos confiando em teorias absurdas para nos livrar da dor, mas não temos escolha, precisamos continuar.

Aviso de SPOILERS

Os comentários abaixo contam os acontecimentos presentes em Thank You, o 3º episódio da 6º temporada de The Walking Dead

O episódio já abre com Glenn numa indicação clara para o espectador já ficar ‘ligado’ que é nele que a história aqui vai se centrar. Glenn é aquele amigo que sempre está disposto a ajudar e nunca desiste de nada e nem de ninguém, mesmo dos inúteis, imbecis e incovenientes como Nicholas que, supostamente, está(va) em processo de recuperação e tentando pagar por tudo o que fez.

O Retorno dos Mortos-Vivos

Ainda com a buzina ecoando e dispersando a corda de Igor Kanário a multidão zumbi rumo a Alexandria, Rick (e a trupe que está com ele) tenta retornar e contornar a situação, mas obviamente as coisas não dão muito certo. Se dessem certo não teríamos uma história de horror e drama para contar, não é mesmo?

Rick está agindo claramente no automático e isso fica claro no momento em que ele saqueia o companheiro que jazia morto na frente de todos. Os demais, em particular os que são ‘do outro grupo’, ficam perplexos. Mais a frente, enquanto um errante está no chão e Rick está tentando seguir com sua missão solo, ele pega os itens que o morto não vai mais precisar da mesma forma. Rick é quase como um cirurgião de UTI, já está preparado para lidar com àquelas situações sem deixar que os sentimentos atrapalhem seus julgamentos e “trabalho” que precisa fazer. Claro, no final do episódio após dar uma lição de moral que é pelos que ficaram em Alexandria que eles precisam seguir, quando ele encontra uma papinha de bebê que a gente se pergunta. Por todos os outros menos os seus? Menos Judith?

Não temos escolha, temos que continuar

Dos novos personagens que surgiram nesta 6º temporada, Heath parece ser o mais ‘esperto’ e preparado, por mais que ele leve um tempo para entender o que Rick tentou passar a Glenn e Michonne momentos antes: Em algum momento não se terá escolha, é preciso continuar. Claro, a moral e a ética social ainda está presente em muito dos personagens como Heath, mas basta uma manada surgir e eliminar alguns companheiros que ele aprende rapidinho.

Se antes Heath tentava (se enganar) e explicar à espadachim que “eles” eram diferentes, que não deixavam ninguém para trás, quando a situação aperta mais a frente é ele quem grita mais alto: TEMOS QUE CONTINUAR!! Lições se aprendem com exemplos, não é mesmo?

O morto apaixonado

Se Michael Keaton pecou pelo excesso na cerimônia do Oscar, ao já ficar com sua mensagem de agradecimento pelo prêmio que achava que iria ganhar para pagar o seu mico e ter que guardá-lo no bolso, porque Michonne não pegou o bilhete do rapaz e guardou com ela? Já condenado, o seu destino estava claro. Pior é depois ela ter que apagar o que escreveu no braço quando chegou no rio. Triste? Perante ao que aconteceu no final do episódio isso foi apenas um daqueles momentos que todos vão esquecer.

Se Maggie sabe de uma dessa...
Se Maggie sabe de uma dessa…

Até mais e obrigado pelos peixes

É preciso antes de mais nada se desapegar. A forma como episódio abriu e como as coisas estavam caminhando já indicavam. Não ia dar certo para Glenn. É preciso ter isso em mente por mais que ainda exista um rastro de esperança, afinal, a manada zumbi poderia estar almoçando naquele momento na verdade Nicholas, não é mesmo?

A esperança é aquele negócio que a gente tenta agarrar como última saída. E falando na palavra última é incrível como Nicholas, que já vinha meio pirado no episódio ao rever antigos companheiros como errantes, até quando morre, ou melhor, quando desiste de tudo e resolve se suicidar, faz merda. Leva Glenn a um mosh duplo para a morte.

“Obrigado”, o sacana ainda faz questão de agradecer. A cena é dolorosa não apenas graficamente, mas também por que Glenn sempre foi a síntese da bondade, da segunda chance, da esperança e da boa vontade. Glenn que lá atrás, quando ainda estava na prisão, aprendeu do seu sogro que todos tinham uma função. A dele nesse momento estava clara. Prefiro me desapegar logo a mergulhar em teorias que tentem amenizar a dor da perda.

O que esperar da semana que vem?

Muitos ainda alimentam a esperança de termos uma saída ‘ninja’ para Glenn; por mais que seja minimamente possível, seria um pouco ‘demais’ ele escapar de tudo aquilo. A verdade é que o próximo episódio, o quarto desta 6º temporada, parece que vai ser centrado em nosso jedi do apocalipse Morgan. Acredio que Glenn ainda deverá retornar, mas de uma forma que ninguém gostaria de ver…

E você, qual sua teoria? Ainda existe salvação ou realmente não temos escolha e precisamos continuar?

16 thoughts on “Review | The Walking Dead – 6×03: Thank You”

  1. Porra man, você foi longe nessa referência a Michael Keaton viu! hauhauhauahuah
    Li que pode ser que Glenn volte em algum flashback ou algo do tipo ainda nessa temporada, mas não tem como ele ter sobrevivido, a não ser que seja como zumbi. hehehehe

    1. Acredite, tem muita gente que está certa que ele vai se salvar. Que os zumbis almoçaram o imbecil e ele ainda vai fugir por debaixo.

      Eu acho bem improvável mas se acontecer isso, vai ser uma solução que vai prejudicar muito a série, mais do que aquecer nossos corações hehehe

      1. Se ele voltar vai ser feio. Não tem como. Nem que faça das tripas coração. Até pq tripas ele não tem mais…

  2. Na cena em que o carinha que escreveu o bilhete está sendo devorado pelos maltrapilhos, na frente de Michonne e os outros, me perguntei: Por que diabos não acaba logo com o sofrimento do cara enfiando a espada na cabeça ???

  3. Pra quem leu os quadrinhos já desapegou já faz teeeempo srsrsrsrs Mas eu não quero acreditar que ele morreu simplesmentNe porque..
    .
    .
    .
    .
    Alerta de Spoiler
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    NÃO TÁ NA HORA!!!!!!

  4. Vi uma galera falando que ele ainda habita o set de filmagem, e por isso acham que ele não morreu. De qualquer forma foi bizarro o cara cair por cima dele, ninguém dá um tiro na cabeça e cai assim abraçando o outro. Achei tosco.

    1. Eu nem sei se vai ter algo para eles tomarem conta com aquela manada IMENSA rumando para Alexandria hehehehe

      Gabriel, essa temporada realmente está num nível incrível, também espero menos mimimi e mais brutalidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *