Mientras Duermes – 2011

Aqueles que me acompanham no universo do terror a algum tempo sabem que o filme REC é uma preciosidade aos meus olhos. Por isso mesmo, ao saber que Jaume Balagueró estava envolvido na direção de Mientras Duermes em 2014, entendi que precisava assistir a esta película. Apesar do estilo ser totalmente diferente de REC, onde temos correria, sangue, urgência e muitas mortes, Mientras Duermes faz jus a safra dos aterrorizantes filmes espanhóis a exemplo de Espinha do Diabo, Orfanato e Secuestrados.

Logo no início de Mientras Duermes, somos apresentados a César: um zelador submisso, gentil, depressivo e que não encontra coragem para cometer o suicídio. Ele diz claramente: “O fato é que eu nunca consegui ser feliz, este é o meu problema”. A ausência de felicidade na vida dele, mesmo nos pequenos momentos, faz com César abomine pessoas felizes, que conseguem superar os problemas e tem sorrisos no rosto. Ao notar alguém feliz, ele se sente afrontado, compelido a acabar com aquela felicidade. Este é o caso de Clara, uma mulher que tem um bom emprego, é bonita e feliz. E uma das poucas pessoas no edifício que não trata César como alguém invisível, estabelecendo ao menos uma relação cordial (como poucos fazem na vida real).

A história se desenrola a partir da obsessão que César tem em acabar com a vida de Clara – não matá-la mas quer deixá-la profundamente infeliz. Como tem a cópia das chaves de todos os apartamentos, ele está sempre entrando e bisbilhotando a todos mas Clara é seu maior interesse. Tudo inicia-se com um voyerismo escondendo-se embaixo da cama enquanto ela está em casa, até colocar produtos químicos em seus cosméticos e abusar sexualmente dela enquanto dorme.

Sleep-Tight

César – Luis Tosar

O filme é narrado pelo ponto de vista de César, estamos todo o tempo junto com ele e isso dá uma proximidade muito conflituosa dentro do espectador. Sentimos raiva de suas atitudes mas em determinado momento torcemos para que ele se safe o que nos torna cúmplices de tantas loucuras. Este sentimento é semeado pela grande performance de Luis Tosar no papel do zelador gentil, sempre disposto a ajudar e que passa uma terrível candura em seus atos.

Esta dinâmica é interessante pois vai de encontro a alguns psicopatas que o cinema de horror insiste em perpetuar, derramando litros de sangue e com incontáveis vítimas. César é diferente. Sem nunca ter matado alguém, é discreto e meticuloso, está tirando tudo que Clara tem. A fragilidade dela diante de um perigo que nem sabe que existe nos coloca na posição de coautores desta loucura. E em determinado momento, quando Cesar diz a uma moradora idosa, sua visão sobre a vida daquela senhora nos mostra como muitas vezes a palavra pode surgir com uma violência inimaginável.

Qualquer um pode conhecer um César, ele pode estar aqui ao nosso lado e nem percebemos. E afinal, será que Clara descobre a verdade? O final coerente com todo o resto nos mostra que Mientras Duermes entrou para a lista dos filmes de terror espanhol que vão te surpreender.

 


Filme: Mientras Duermes Mientras_duermes
Direção: Jaume Balagueró
Elenco: Luis Tosar, Marta Etura, Alberto San Juan, Petra Martínez, Iris Almeida, Carlos Lasarte, Amparo Fernández.

Sinopse: O zelador de um edifício controla a vida e a felicidade dos moradores, entrando em seus apartamentos e manipulando seu dia a dia.

Uma criatura meio doida que lembra a irmã do Ferris Bueller, finge que é nerd, adora filmes de terror mas tem medo de comédias românticas.

4 thoughts on “Mientras Duermes – 2011”

    1. O REC 2 em termos de “adrenalina” é bom e tem um jogo com as câmeras nos capacetes dos caras que é sensacional, mas ele acaba por estragar um pouco a história. Tem o 3 e tem um outro eu acho, nem corri atrás, parei no 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *