Varacast #62 – Black is King

Black is King, o álbum visual lançado recentemente por Beyoncé, surpreendeu e emocionou pela qualidade estética, musical e, principalmente, pela forma como escolheu realizar a releitura da história de O Rei Leão, da Disney. E nesta edição do Varacast, os porcolunistas Bianca Nascimento e Junio Carlota recebem os convidados Daiana Damasceno e Ramon Duarte para discutir a repercussão da obra da artista pop, que usa diversas referências e conceitos afrocêntricos no filme definido por ela mesma como uma “carta de amor à África”.

Para ouvir basta dar o play logo abaixo:

Neste Episódio:

Ramon Duarte recorre ao músico de jazz Sun Ra – precursor do afrofuturismo, às referências deixadas por Michael Jackson, Eddie Murphy e Janelle Monáe, para conectar a obra de Beyoncé, a qual ele defende que seja parte do currículo de ensino das escolas.

Daiana Damasceno recomenda contemplar Black is King na companhia de uma taça de vinho e comenta como questões ligadas à ancestralidade aparecem no filme.

Junio Carlota fala sobre a importância da representatividade positiva e como a mensagem principal do álbum visual impacta na auto-estima do homem e da mulher negra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *