Crítica | 13 Reasons Why – 1×08: Fita 4, Lado B

No tempo atual, Clay e Tony partem para uma escalada com direito a uma intimista conversa no topo do penhasco. Tony agora deixou de ser aquele grande enigma e revelou que esteve próximo a Hannah quando ela cometeu suicídio. Naturalmente, se sente culpado por achar que poderia ter feito algo para evitar o pior. Clay parece entender agora que ele precisa escutar as fitas. O que fazer depois disso ele decidirá depois.

Foi uma bela e simbólica sequência, culminando com algumas lágrimas de Clay. Teve até espaço para Tony revelar sua homossexualidade, algo desconhecido para Clay. 13 Reasons Why mostrou inspiração nesses diálogos, tanto quando eles conversavam sobre Hannah, como quando havia espaço para um pouco de humor.

O que dizer de Ryan e o fato de ele ser um dos porquês? Será que o rapaz de fato não quis ajudar Hannah? Ele realmente ficou impressionado com a capacidade da garota em escrever palavras verdadeiras e tocantes. Aparentemente, ela teria futuro como poeta. O problema é que ele não pensou em como essa exposição poderia prejudicar a garota ainda mais. Ela estava em um caminho sem volta, com a depressão batendo na porta. Só acho um certo exagero o fato de todos na sala terem rido da poesia. Desculpa, mas nem todo aluno do ensino médio é incapaz de reconhecer o valor de um texto como o de Hannah.

Foi também triste ver Clay elogiando a poesia e dizendo para Hannah que não iria querer andar com alguém tão sombrio.

Não achei este episódio tão bom como o anterior, mas foi necessário para mostrar que Clay passou a entender algumas coisas importantes.

A propósito, está na hora do rapaz dar um jeito naquele corte.

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *