Sci-Fi | Time Lapse (2014)

Como admirador de filmes de viagem no tempo, foi com boa dose de empolgação que comecei a assistir a Time Lapse na Netflix. Após um primeiro ato razoavelmente intrigante, as coisas foram piorando vertiginosamente, até o ponto em que eu não via a hora que essa experiência chegasse ao fim. O principal culpado disto? O roteiro pessimamente escrito.

Imaginem uma maquina fotográfica gigante capaz de tirar fotos que mostram o que vai acontecer 24 horas depois. Tal maquina está fixada no chão e só consegue capturar um cenário. Esse cenário é a sala de estar do trio de protagonistas de Time Lapse, composto pelo casal Finn e Callie e o amigo Jasper.

Graças a algumas coincidências o trio descobre essa inusitada maquina do tempo e entendem o seu funcionamento. É claro que eles vão utilizá-la para obter dinheiro e outros tipos de ganhos. Se analisarmos bem, percebamos uma certa fragilidade da lógica interna do filme no que tange a viagem no tempo, que é até perdoável. O que não dá para perdoar são as constantes atitudes irracionais dos personagens e os diálogos infantis que comprometem o desenvolvimento natural da história. E para completar, o ato afinal investe em reviravoltas que supostamente deveriam ser chocantes, mas passam bem longe disso.

Apesar de Time Lapse ter falhas gritantes em diversos aspectos, vejo que ele tem uma quantidade boa de admiradores. A apreciação de um filme é algo realmente subjetivo.

 


.



time-lapse-posterTime Lapse

Direção: Bradley King
Roteiro: Bradley King, Bp Cooper
Elenco: Danielle Panabaker, Matt O’Leary, George Finn
Gênero: Sci-Fi/Thriller
Ano: 2014
Duração: 104 minutos
Info: IMDb

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!