Clássicos | Serpico (1973)

Mesmo tendo sido lançado há mais de 40 anos, Serpico ainda se mantém atual. Esta cinebiografia pode não provocar as mesmas reações no público de hoje em dia, mas é impossível negar sua relevância e sua força. A direção de Sidney Lumet certamente contribui muito para isso, porém é a intensa atuação de Al Pacino que torna esta experiência memorável.

Frank Serpico era um policial que não se sentia confortável com a corrupção no departamento de polícia e nem com os favores que os seus colegas recebiam. Muito pelo contrário. Cansado de ser alvo de olhares inquisidores e de comentários maldosos por não entrar na dança, ele decide fazer algo a respeito. E isso iria lhe trazer severas consequências.

É fácil notar que Serpico não queria ser um revolucionário ou um mártir. Ele apenas queria fazer a coisa a certa e justa. Às vezes, nada é mais difícil, não é mesmo?

Al Pacino nos surpreende com a transformação física e psicológica do seu personagem. Inicialmente, um jovem e empolgado recruta e depois um envelhecido e raivoso policial. Até sua vida particular foi afetada, como não poderia deixar de ser. Como lutar contra um sistema com raízes tão profundas? E pior, como lutar contra ele e não sair prejudicado?

O diretor Sidney Lumet aborda com segurança um tema espinhoso e extremamente relevante. Serpico não é um filme de ação, mas jamais perde o dinamismo. A maneira como a história é contada é essencial. Desde a primeira cena sabemos que alguma coisa saiu errado para Frank, só não sabemos quais circunstâncias o colocaram naquela situação.

Além de todas as suas qualidades, Serpico desperta nosso interesse em relação a carreira de Sidney Lumet, um cineasta que deveria ser mais reconhecido e admirado.


kevin-bacon-4

Uma frase: Por que isso? Por ser um policial honesto? Hmm? Ou por ser estúpido o suficiente para tomar um tiro na cara? Diga para eles que podem enfiar isso no…

Uma cena: Serpico tem um acesso de fúria quando descobre que seus colegas estavam tratando um bandido muito bem.

Uma curiosidade: O filme foi rodado em ordem reversa. Al Pacino iniciou com o cabelo comprido e barba, que foram cortados aos poucos, a cada cena.

.


serpico-cartazSerpico (Serpico)

Direção: Sidney Lumet
Roteiro: Waldo Salt, Norman Wexler
Elenco: Al Pacino, John Randolph, Jack Kehoe
Gênero: Biografia/Crime/Drama
Ano: 1973
Duração: 130 minutos
Info: IMDb

 

One thought on “Clássicos | Serpico (1973)”

  1. É engraçado ver que o bandido que os policias estavam tratando tão bem na cena em você citou,tinha antecendentes criminais por já ter matado…policiais! Quanta ironia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *