Crítica | Conspiração e Poder (Truth, 2015)

Apesar de não ser livre de falhas e de ficar muito empalidecido quando comparado a Spotlight, Conspiração e Poder consegue nos manter interessados em sua trama polêmica e ainda conta com um elenco sólido, com um óbvio destaque para Cate Blanchett.

O filme expõe vários aspectos de uma importante reportagem do programa 60 minutos, focado em George W. Bush e na maneira como ele evitou a guerra do Vietnã utlizando-se do nome da família, como deixava de fazer suas tarefas corretamente enquanto estava na Guarda Nacional, além de ficar um ano ausente do serviço militar sem permissão. Tudo isso em 2004, alguns meses antes das eleições americanas.

O assunto era uma bomba relógio, capaz de alterar o destino das eleições e de trazer perigosas inimizades para a produtora Mary Papes e o âncora Dan Rather.

As evidências eram claras, mas o problema é que os documentos sobre Bush trazidos para Mary não foram totalmente confirmados. Pois é, naquela ânsia e correria de levar o programa ao ar, a equipe da CBS comeu bola.

Vendo o filme e lendo alguns textos da época, podemos duvidar e muito do passado do ex-presidente americano no exército. Mas só podemos condenar alguém com provas e essa foi a falha cabal do programa jornalístico.

Conspiração e Poder tem um ritmo ágil e quase podemos considerá-lo como um thriller. É empolgante ver os jornalistas indo atrás das fontes e de confirmações para publicar a história. Sinceramente, esse é um trabalho dos mais importantes para a sociedade, quando realmente bem feito. E aí vemos como a equipe do Spotlight era muito superior. E o filme também, é claro. O pretensioso didatismo, os diálogos expositvos, a tosca apresentação de cada membro da equipe, o desfecho sem brilho e a incapacidade de ser imparcial não deixam Conspiração e Poder se tornar um grande filme.

Despertando nossa curiosidade e nos fazendo relembrar de um relevante episódio da História recente, Conspiração e Poder, mesmo com suas irregularidades, acaba se destacando em um mês um tanto fraco para o cinema no Brasil.


 

Uma frase: Mike: Por que você entrou para o jornalismo? kevin-bacon-4
Dan: Curiosidade.

Uma cena: Dan Rather dizendo “coragem” em seu último “boa noite”. 

Uma curiosidade: O filme foi gavado na Australia por perdido de Cate Blanchett que queria ficar perto de sua família. 

.


Conspiração e Poder (Truth)truth-cartaz

Direção: James Vanderbilt
Roteiro: James Vanderbilt
Elenco: Cate Blanchett, Robert Redford, Dennis Quaid
Gênero: Biografia/Drama
Ano: 2015
Duração: 125 minutos

 

 

 



 

 

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *