Crítica | Quase uma Rockstar (All Together Now)

Lançado diretamente na Netflix, “Quase Uma Rockstar” é mais um filme que conversa sobre jovens com grandes sonhos e vidas complicadas. Uma fórmula que para funcionar precisa de uma boa direção, uma história interessante e atuações convincentes para que o espectador compre todas brigas e torça desesperadamente pelos personagens. E tudo isso pode ser encontrado nessa produção que é simples, mas bem realizada.

Na trama vamos conhecer Amber Appleton (Auli’i Cravalho), uma garota extremamente otimista e que adora ajudar os outros, mas que esconde alguns segredos. Morando num ônibus com sua mãe (Justina Machado), a jovem se desdobra para juntar dinheiro e melhorar de vida. Quando ela é convidada para fazer um teste que vai de encontro com suas aspirações musicais, ela vai precisar de ajuda (não só financeira) para isso. 

Brett Haley – que dirigiu outro filme “adolescente” neste ano de 2020, Por Lugares Incríveis –  acerta principalmente no trabalho com o elenco. Existe uma preocupação bem detalhista na forma que a história é apresentada, os cenários são construídos e até mesmo como a câmera segue os atores em cena. 

O elenco, por sua vez, conta com boas atuações em especial, claro, a de Auli’i Carvalho. Ela cria uma protagonista que brilha por onde passa, exibindo todo o seu lado otimista e que se apaga quando a história pede. O personagens secundários, por sua vez, tem seus próprios caminhos e objetivos que vão além de servir de “escada” ou interesse romântico (Rhenzy Feliz). Eles estão ali, principalmente, para ensinar algumas lições que Amber precisa aprender.

Nada disso funcionaria se não existisse também uma boa história. “Quase uma Rockstar” é baseada num romance escrito por Matthew Quick, autor que também escreveu o livro que serviu de base para o excelente “O Lado Bom da Vida”. Junto com o diretor Brett Halley e Marc Bash, o escritor também assina o roteiro que é bem redondo. E, mesmo tendo alguns eventos bem “dramáticos” (segure o coração) na jornada da nossa querida protagonista, consegue criar o clima perfeito para o clímax do filme.

Para aqueles que adoram acompanhar histórias onde pessoas precisam superar os desafios de uma vida sofrida em busca de seus sonhos, “Quase uma Rockstar” é uma ótima pedida. Só por não ser mais um daqueles draminhas piegas e nem um daqueles “coming of age” com adolescentes chatíssimos e poeticamente impossíveis, já vale o seu tempo. 

A grande estrela do filme no colo da protagonista

Quase uma Rockstar não traz nada de novo, mas tem o suficiente para fazer seu tempo doado para assistí-lo valer cada minuto. Personagens cativantes, um cachorro MUITO fofo e um daqueles finais que guardam boas emoções. Nem toda obra precisa reinventar o cinema ou ser espetacular para valer o seu tempo. Às vezes um sorriso que brilha mais que o sol, um doguinho cansado e amável e uma bela canção, tocada na hora certinha, é tudo o que a gente precisa para se sentir mais feliz.


Uma frase: – Ty: Finja que é um presente por nos deixar ajudá-la”.

Uma cena: Amber ensaiando com Ty na casa de ‘veraneio’ da família dele.

Uma curiosidade: Nos Estados Unidos (e em vários países), os veterinários geralmente reduzem o valor cobrado nas consultas e procedimentos para quem possui baixa renda.

.


Quase Uma Rockstar (All Together Now)

Direção: Brett Haley
Roteiro: Matthew Quick, Brett Haley e Marc Bash (baseado em romance escrito por Matthew Quick).
Elenco: Auli´i Carvalho, Rhenzy Feliz, Justina Machado, Judy Reyes, Anthony Jacques, Gerald Isaac Waters, Taylor Richardson, Fred Armisen e Carol Burnett.
Gênero: Drama
Ano: 2020
Duração: 92 minutos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *