Review | Emily in Paris

Review | Emily in Paris

Para assistir Emily in Paris – e a qualquer uma de suas duas temporadas – é preciso entender que a série se propõe, tão somente, a entreter. Se você curte seriados altamente reflexivos com pitadas de discussões contemporâneas, Emily in Paris não é feito para você e, provavelmente, vai te fazer passar raiva. 

Entretanto, se você está cansada(o) da realidade de ser brasileira(o) em um país governado por um genocida e seus comparsas milicianos, assistir à Emily divando na Cidade Luz vai te ajudar a alienar-se um pouquinho e a imaginar que a vida é só glamour, blogueirinhas e péssimas combinações de roupas de marca.

Banhada em clichês de estereótipos ofensivos, o seriado entrega toda a superficialidade do mundo da moda e do marketing de redes sociais. Além dos figurinos hediondos, a trama gira em torno de um triângulo (chatíssimo) amoroso entre Emily (Lily Collins), Gabriel (Lucas Bravo) e Camille (Camille Razat), onde o boy é só mais um boy lixo que – como praticamente todo homem adulto, cis, hetero, branco – não sabe o que quer da vida. Se Emily ou Camille.

Sabemos que, sem uma trama amorosa, é difícil um roteiro decolar, mas a última das preocupações de Emily parece ser o lado profissional – que é o que de fato a trouxe até Paris. Nem francês a garota se dispõe a aprender – pelo menos não com seriedade – e acha que é Paris quem tem que se adequar a ela, e não o contrário.

Emily é um estereótipo exagerado do que são os americanos e todo o seu sentimento de supremacia mundial. Os franceses são representados como “bon vivants” e detentores do bom gosto fashionista e donos da alta gastronomia. É um show de generalizações perigosas em tempos em que representatividade importa. 

O que vale mesmo são as imagens da Cidade Luz, os passeios que Emily faz pelas charmosas ruas da cidade, as festas em barcos no rio Sena e a vontade de estar, ainda que ao lado de Emily, em um dos cafés deliciosos de Paris. Se você cansou de problematizações em seriados “mais cabeça”, Emily in Paris é o seu esconderijo perfeito. Só não vale passar raiva.



Emily in Paris

Criado por: Darren Star
Emissora: Netflix
Elenco: Lily Collins, Philippine Leroy-Beaulieu, Ashley Park, Lucas Bravo, Samuel Arnold, Bruno Gouery, Camille Razat e William Abadie
Ano: 2020, 2021

Elaine Fonseca

Elaine Fonseca

Jornalista, servidora pública e nerd.

Um comentário em “Review | Emily in Paris

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: