ThunderCats Roar (2020)

ThunderCats Roar (2020)

ThunderCats Roar é uma nova versão do desenho ThunderCats, de 1985, criado por Tobin Wolf. A premissa é bem similar à animação original, a diferença está no tom da narrativa e no visual. Criada em 2020 por Victor Courtright e Marly Halpern-Graser, a proposta dessa recente adaptação é apresentar uma perspectiva mais leve, alegre e cômica que a inicial.

O estilo de humor lembra bastante outra animação: Jovens Titãs em ação, mas a pegada não é tão politicamente incorreta. A similaridade entre elas é tanta que os personagens de ThunderCats Roar foram apresentados em um episódio do desenho da DC chamado “Teen Titans Roar” em que o grupo liderado por Robin descobre que ThunderCats vai ganhar um reboot e decidem – exceto a Estelar – fazer uma campanha contra o lançamento, com o argumento de que “fizeram um desenho que não é exatamente do jeito que a gente queria”.

A animação da DC tem muito da pegada de brincar com metalinguagem, algo que não se repete em ThunderCats Roar. No entanto, como diz o slogan do canal TNT: “acontece nos filmes, acontece na vida, acontece na TNT”. Assim, a piada dos Jovens Titãs se tornou realidade e muitos fãs ficaram indignados com essa nova versão da clássica animação dos anos 1980, tanto que o desenho de 2020 só durou uma temporada, com 52 episódios, e foi cancelado.

A verdade é que ThunderCats Roar é uma releitura muito interessante do desenho de Tobin Wolf, pois ela capta o sentimento de nostalgia para aqueles que gostavam da animação na época, e também apresenta a franquia para uma nova geração, especialmente a mais infanto-juvenil. A falta de seriedade através da comédia é um recurso eficiente, já que a versão dos anos 1980 talvez fosse “séria” demais, mesmo tendo alguns alívios cômicos, como o personagem Snarf. Inclusive na variante de 2020, o pequeno gato foi transformado em um robô.

Uma forma de representar a nostalgia é através da trilha sonora, que utiliza os mesmos temas da versão original. É impressionante como ela continua eficiente em retratar a tensão de alguns momentos de ação, mas sem contrastar com o tom cômico atual. Afinal de contas, os novos ThunderCats fazem a mesma coisa: lutam contra Mumm-Ra e os mutantes para proteger o Terceiro Mundo, seu novo local de moradia, após fugirem de sua terra natal que foi destruída.

O líder dos ThunderCats é Lion-O, mas ele é jovem e assumiu a liderança recentemente, então ainda tem muito o que aprender. O problema é que apesar de ser bem intencionado, ele não gosta muito de escutar, faz as coisas do próprio jeito e é um pouco “boboca”. Sua maneira de se comportar é uma das graças do desenho, especialmente a forma como ele lida com Tygra, que é o mais velho do grupo e que adora seguir manuais e regras. Cada integrante tem sua característica marcante, como Panthro, que é responsável pelas tecnologias, ou Cheetara que é super veloz. Mas será que o jovem líder conseguirá provar seu valor? Aí só assistindo os 52 episódios para descobrir, sendo que em média eles costumam durar 10 minutos.

Em síntese, ThunderCats Roar é uma experiência leve e divertida onde durante cada episódio é possível esquecer um pouco do mundo externo e dar algumas risadas com as loucas aventuras desse grupo. Para quem já conhece o original fica o sentimento de nostalgia, ao enxergar a história de um outro ponto de vista, e talvez perceber que apesar de todas as diferenças, em essência o desenho continua o mesmo, só que assumidamente cômico e com um visual mais “tosco”, que combina perfeitamente com o novo tom da narrativa.



ThunderCats Roar

Com as vozes originais de: Max Mittelman, Erica Lindbeck, Patrick Seitz, Chris Jai Alex, Trevor Devall, Andrew Kishino, Jim Meskimen e Dana Snyder
Criado por: Victor Courtright e Marly Halpern-Graser
Disponível na HBO MAX

Ramon Prates

Ramon Prates

Analista de sistemas nascido em Salvador (BA) em 1980, mas atualmente morando em Brasília (DF). Cinema é sem dúvidas o meu hobby favorito. Assisto a filmes desde pequeno influenciado principalmente por meus pais e meu avô materno. Em seguida vem a música, principalmente rock e pop.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: