Para ver e ouvir | Ruas de Fogo (1984)

Para ver e ouvir | Ruas de Fogo (1984)

Está no ar mais uma edição da coluna Para ver e ouvir na POCILGA, dessa vez com o filme Ruas de Fogo. O objetivo dela é falar sobre filmes que tem uma trilha sonora tão boa que merecem um destaque.

Ruas de Fogo

Em Ruas de Fogo o diretor Walter Hill faz uma grande mistura de gêneros que funcionam muito bem graças ao talento do cineasta que mantém a coesão dentro da narrativa. O filme é uma fábula de Rock & Roll, como é dito logo no início, então as músicas tem uma grande importância na história. Ele é praticamente um musical, mas não no sentido tradicional onde os personagens cantam o seus diálogos, e sim onde as canções têm papel importante para a trama.

Na história Ellen Aim (Diane Lane), vocalista da banda Ellen Aim and the Attackers, é sequestrada no meio de um show por uma gangue de motoqueiros lideradas por Raven Shaddock  (Willem Dafoe). Então, Tom (Michael Paré), ex-namorado da moça, que também é um ex-militar, é contratado para resgatá-la pelo empresário e atual interesse romântico da moça chamado Billy Fish (Rick Moranis). Na missão ele conta com a ajuda de McCoy (Amy Madigan), uma ex-militar também.

Ruas de Fogo coloca um anti-herói como mocinho do filme, recurso bem comum nos anos 1980 e também bem usado por Walter Hill em sua filmografia. O clima urbano se mistura com tons de faroeste e noir, onde um “desajustado” tem que fazer algo que a própria polícia não seja capaz. Ou seja, não estamos no mundo real, mas sim na tal fábula Rock & Roll.

Apesar do gênero principal das músicas ser o rock, com destaque para o rockabilly, a trilha de Ruas de Fogo também explora o pop dos anos 1980, com muitos teclados e bateria eletrônica, além da música negra, principalmente o blues. Sem dúvidas, graças especialmente da trilha sonora (e dos próprios méritos do filme, é claro) que Ruas de Fogo se tornou um clássico, e até mesmo um cult dos anos 1980, daqueles que sempre eram exibidos na Sessão da Tarde.

Vamos às 5 melhores músicas do filme:

Fire Inc. – Nowhere Fast

Marilyn Martin – Sorcerer

Fire Inc. – Tonight Is What It Means To Be Young

The Blasters – One Bad Stud

Dan Hartman – I Can Dream About You

Ramon Prates

Ramon Prates

Analista de sistemas nascido em Salvador (BA) em 1980, mas atualmente morando em Brasília (DF). Cinema é sem dúvidas o meu hobby favorito. Assisto a filmes desde pequeno influenciado principalmente por meus pais e meu avô materno. Em seguida vem a música, principalmente rock e pop.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: