Review | Cosmonauta

Review | Cosmonauta

Cosmonauta é um jogo indie brasileiro desenvolvido pelas QUByte Interactive e Game Nacional, desenvolvedora e distribuidora independente nacionais. É um game bastante simples, tanto nos gráficos com influência retrô da época 8 e 16 bits, quanto na sua jogabilidade. Mas como o próprio release dele afirma, ele é fácil de jogar, mas difícil de dominar.

São 64 níveis cheio de quebra-cabeças (ou puzzles se preferir) bastante desafiadores. Cosmonauta é basicamente um jogo 2D de plataforma, no entanto sua jogabilidade e desafio lembra bastante outro grande game indie: Celeste. A principal diferença está na narrativa.

O jogo nacional não investe em uma narrativa muito elaborada. A “trama” é bem simples: durante uma exploração espacial o protagonista enfrenta problemas com o sistema de navegação de sua nave e precisa enfrentar diversos desafios para conseguir retornar para seu veículo espacial.

O que importante mesmo é a jogabilidade. E nisso Cosmonauta apresenta fases bem desafiadoras ao jogador. É daquele tipo de jogo em que morrer é inevitável e que será necessário tentar diversas vezes o mesmo nível para conseguir chegar até o final. Além do tradicional pulo, algo comum em jogos de plataforma 2D, existem outros desafios no game.

Basta encostar em algum espinho ou círculo de fogo que você morre. Aí o personagem retorna para o início da fase ou alguma determinada parte mais avançada, caso você tenha conseguido avançar dentro dela. No entanto, a parte mais difícil de dominar é o vôo através de um pequeno jato nas costas do protagonista. Tem um nível de combustível e controlar o vôo com o botão de pulo é bem complicado.

E se o visual é retrô, a trilha sonora também segue na mesma linha. Ela é bem simples, mas é divertida. Entretanto, não existe uma música específica para cada fase. Elas ficam alternando de maneira aleatória cada vez que você passa de nível ou após morrer algumas vezes na mesma fase.

Em síntese, Cosmonauta é um jogo extremamente divertido, mas também bastante desafiador. Você vai passar muito tempo (e raiva) para conseguir vencer todas as fases, no entanto a sensação de alívio e realização no final vale a pena. Além disso, o custo X benefício do game é muito alto. Atualmente ele está disponível apenas no Nintendo Switch e custa 99 centavos de dólar, mas chegou a estar em promoção por até 9 centavos. Vale muito a pena, tanto pela diversão, mas também para incentivar a indústria de jogos independentes, principalmente os nacionais.


Classificação:


Cosmonauta

Plataformas: Nintendo Switch
Produtora: QUByte Interactive
Desenvolvedora: QUByte Interactive e Game Nacional
Ano: 2020

Ramon Prates

Ramon Prates

Analista de sistemas nascido em Salvador (BA) em 1980, mas atualmente morando em Brasília (DF). Cinema é sem dúvidas o meu hobby favorito. Assisto a filmes desde pequeno influenciado principalmente por meus pais e meu avô materno. Em seguida vem a música, principalmente rock e pop.

5 comentários sobre “Review | Cosmonauta

  1. Que texto maravilhoso, acabei de conhecer este site e adorei. Obrigado por nos indicar um excelente jogo brasileiro, o Cosmonauta, game BR exclusivo para Nintendo Switch.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: