Crítica | Casal Improvável (Long Shot)

Casal Improvável é uma comédia romântica antenada com os novos tempos. Hoje não existe mais lugar para mulheres em busca de um príncipe encantado para salvá-las. Elas são independentes e ocupam cada vez mais espaços importantes dentro da sociedade. Esse é o caso de Charlotte (Charlize Theron), uma das protagonistas do filme. Ela é secretária de estado dos EUA, mas nem mesmo esse cargo faz com que ela escape dos machismos do dia a dia.

No entanto, o filme de Jonathan Levine perde uma boa oportunidade de tocar em temas relevantes em relação às mulheres, preferindo caminhar pelo caminho seguro e sem muitas polêmicas. Dessa forma Casal Improvável utiliza muitos clichês de comédias românticas, principalmente em seu formato narrativo, mas graças ao talento dos protagonistas ele consegue fugir do lugar comum.

Como foi dito no início do texto, Charlotte Field é secretária de estado dos EUA e está prestes a começar uma campanha para presidente do país. A mulher está em busca de uma forma de se conectar melhor com o público, então contrata Fred Flarsky (Seth Rogen), um jornalista idealista que acabou de perder o emprego. Eles se conhecem da juventude onde ela foi babá dele quando ambos eram adolescentes – ela é 3 anos mais velha. Para que Fred possa escrever é necessário que ele saiba mais sobre Charlotte, então eles começam a se conhecer. Acredito que vocês possam imaginar o resto.

A principal dificuldade no relacionamento deles é o cargo de Charlotte e sua campanha presidencial, dessa forma a aparência e o jeito “polêmico” de Fred podem atrapalhar a jornada da mulher. Então entram questões sobre privacidade, lado pessoal versus profissional, entre outros.

A verdade é que existia um potencial muito grande de explorar questões relevantes e atuais do papel das mulheres em busca da igualdade, mas infelizmente o roteiro faz poucas referências ao tema e prefere tratar tudo com bom humor. Um bom exemplo é a relação entre Charlotte e o presidente – interpretado de forma fantástica por Bob Odenkirk -, onde ele a trata como uma funcionária qualquer de seu governo, ou uma simples secretária.

Os melhores momentos de Casal Improvável são quando Seth Rogen e Charlize Theron estão juntos. Theron surpreende com um timing cômico excelente e faz uma ótima dupla com Rogen, com muita química entre si e convencendo como um casal verossímil (apesar do título em português do filme). O elenco de coadjuvantes também é muito bom, e além do já citado Odenkirk é bom destacar as presenças de Andy Serkis (mais uma vez quase irreconhecível) e Alexander Skarsgård (que também é uma grata surpresa cômica).

Esses momentos já valem o filme, principalmente a cena onde Charlotte lida com uma situação do trabalho sob efeito de drogas. Ainda que Casal Improvável desperdice algumas boas idéias e temas, o resultado final é positivo. É essencialmente uma comédia romântica bem divertida e que graças aos protagonistas se destaca da ordinariedade.


Uma frase: – Charlotte: “Os homens realmente não namoram mulheres que são mais poderosas que eles.”

Uma cena: Charlotte sob efeito de drogas lidando com uma negociação com terroristas envolvendo reféns.

Uma curiosidade: É comum que alguns atores não migrem da TV para o cinema com muito sucesso e esse fato é motivo de piada no filme. Porém, esse não foi o caso do ator Seth Rogen, que teve seu primeiro papel na série de TV Freaks and Geeks (1999).


Casal Improvável (Long Shot)

Direção: Jonathan Levine
Roteiro:
Dan Sterling e Liz Hannah, história de Dan Sterling
Elenco: Seth Rogen, Charlize Theron, O’Shea Jackson Jr., Andy Serkis, June Diane Raphael, Bob Odenkirk e Alexander Skarsgård
Gênero: Comédia, Romance
Ano: 2019
Duração: 125 minutos

One thought on “Crítica | Casal Improvável (Long Shot)”

  1. Tenho gostado dessa nova fase da Charlize, em filmes, digamos, mais leves, longe daqueles papeis dramáticos pesados pelos quais ela se tornou mais conhecida. Não sabia da existência desse “Casal Improvável”, mas, desde já, espero poder conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *