Review | Kingdom – 1ª temporada

Kingdom é a prova de que um assunto insistentemente colocado a mesa nos últimos anos, pode sim ser surpreendente e trazer um ar refrescante de novidade. E esse sentimento bom vem justamente de uma série sul coreana, original da Netflix, provando que devemos abrir nossos horizontes para novas produções além do eixo Estados Unidos – Inglaterra – França.

Lançada na plataforma online em janeiro de 2019, Kingdom se passa no período da dinastia Joseon (1392-1897) quando o imperador tem sucumbe a uma misteriosa doença, forçando-o a ficar sob uma rigorosa quarentena e deixando a administração aos cuidados da rainha e o conselho real. A doença que a principio parecia ser varíola, mostra-se algo nunca antes visto e os rumores sobre o real estado do imperador e até mesmo se ainda está vivo começam a tomar conta do palácio.

Nesse cenário temos um príncipe herdeiro injustamente acusado de traição pela rainha (sua madrasta) e o conselho real (formado pela família dela). A única maneira de salvar a própria vida e também tirar o poder das mãos de Cho Hak-ju é descobrir qual a doença do pai e os motivos para mantê-lo em aparente cativeiro. Nesta jornada por respostas, ele atravessa o reino, agregando súditos e também desafetos. Nesta guerra política, disputa de poder e luta pela sobrevivência, a doença que inicialmente tinha acometido apenas o imperador, se espalha de maneira assustadora, provocando um rastro de morte e destruição por todos os cantos.

Kingdom tem seis episódios, alguns bem longos, mas que em nenhum momento se torna maçante. Desenvolvida de forma fluida, a série traz personagens interessantíssimos desde um príncipe que começa totalmente perdido na sua função no mundo e passa a se tornar um verdadeiro líder. Por outro lado temos o nobres aristocratas que são mais sujos que as vilas tomadas pela fome, mostrando o pior lado da ardileza humana. Sem perder tempo com histórias desnecessárias, Kingdom mostra foco até nas sub tramas e jamais deixa seus personagens desinteressantes, o que é um grande trunfo para a série pois nos importamos verdadeiramente com o destino de cada um deles.

Toda a série é feita com um brilho especial, ótimos cenários, ambientação de época muito bonita e até a maquiagem dos infectados que ultrapassa uma linha bastante tênue entre o grotesco e o risível. As sequências de ataque são bastante tensas e o episódio final é o melhor de toda a série. A segunda temporada já está garantida e se o nível for o mesmo, o difícil vai ser não maratonar.



Kingdom – 1ª temporada

Criado por: Seong-hun Kim
Emissora: Netflix
Elenco:  Doona Bae, Greg Chun, Jun-ho Heo
Ano: 2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *