Top 5 | Os Melhores Games de Faroeste

No dia 26 de Outubro de 2018 a Rockstar finalmente lança a continuação de um dos seus melhores jogos: Read Dead Redemption. Em homenagem a isso, a equipe da POCILGA se reuniu para fazer uma lista dos melhores games de faroeste. Acredito que vocês imaginam quem vai estar em 1º, né?

O Top 5 foi montado a partir das listas dos porcolunistas: Dario Lima, Jotazêr, Junio, Lionel Leal, Marcio Melo, Rafael Saldanha e Ramon Prates. Aproveitem para comentar quais os seus 5 jogos favoritos de faroeste. Vamos a nossa lista:

5 – Outlaws (1997)

Por Dario Lima
Produtora e Editora: LucasArts
Plataforma: Microsoft Windows

Game de ação em primeira pessoa, produzido pela finada (e saudosa) LucasArts, que, apesar de ter se tornado famosa principalmente por seus adventures de apontar e clicar, contribuiu bastante com o gênero FPS ao lançar a saga Star Wars – Dark Forces (cuja engine foi aproveitada para este clássico cult de vingança e redenção). Apesar das mecânicas de jogabilidade eficientes, o forte do jogo estava mesmo na história – que não deixava nada a dever aos melhores filmes do gênero – intercalada por belíssimas cutscenes desenhadas à mão, e na trilha sonora orquestrada inspirada nos mestres do gênero, em especial, o grande Ennio Morricone.

4 – Call of Juarez: Bound in Blood (2009)


Por Junio
Desenvolvedora: Techland
Produtora: Ubisoft
Plataforma: PlayStation 3, Xbox 360, Windows

Primeiro western que joguei nas plataformas atuais, Bound in Blood (2009) é a segunda parte da franquia Call of Juarez, encerrando a história do primeiro, lançada em 2005. O game se passa em 1864 e era até então a melhor experiência de western que um computador poderia dar ao usuário. O jogo tem uma pegada muito parecida às histórias contadas em Hex e Western Spaghetti. A visão do personagem é em primeira pessoa e o visual quase cartunesco era inovador, se adapta muito bem ao clima de aventura. Repleto de missões em um mundo aberto e com personagens carismáticos, ainda traz consigo uma jogabilidade que torna divertido desde um duelo ao pôr do sol até uma batalha em uma fazenda sulista na Guerra Civil. Cada personagem tem uma afinidade com um tipo de arma, sendo que ainda podem ser usados arco e flecha, além de um laço. A maior novidade do jogo era o Modo de Concentração, algo que RDR acabou copiando e chamou de Dead Eye. Infelizmente não tem o reconhecimento que merece.

3 – Red Dead Redemption: Undead Nightmare (2010)


Por Ramon Prates
Desenvolvedora: Rockstar San Diego
Produtora: Rockstar Games
Plataforma: PlayStation 3, Xbox 360

Se a experiência de jogar Red Dead Redemption já era incrível, o que dizer da mistura desse universo com os zumbis? Um faroeste zumbi, não tem como isso não ser divertido. Ele era para ser apenas um DLC, mas se transformou em um jogo próprio. Como não ficar interessado em ficar mais um pouco em gastar mais umas horas de jogo nele?

2 – Sunset Riders (1991)


Por Dario Lima
Desenvolvedora e Produtora: Konami
Plataforma: Arcade, Mega Drive/Genesis e SNES

Talvez um dos mais icônicos e lembrados jogos de bangue-bangue da história, este clássico dos Arcades/Mega Drive/SNES já fez muita gente xingar ao perder suas fichas pela dificuldade elevada em seus tiroteios com visão lateral. É um jogo que conquista principalmente pelo seu carisma e gráficos coloridos, personificados em especial no personagem que todos queriam escolher (as vezes saia até tapa): Cormano, o inesquecível mexicano do poncho cor-de-rosa (os outros eram caçadores-de-recompensa genéricos com quem ninguém se importava). As versões domésticas, como era de se esperar naquela época, são inferiores ao arcade, mas a de Mega Drive em particular sofreu muito com as mudanças, tornado-se quase outro jogo (e bem pior). A versão de SNES ainda traz uma experiência próxima do original. Ainda assim, é um jogo lembrado com muito carinho por quem viveu a geração 16-bits.

1 – Red Dead Redemption (2010)


Por Ramon Prates
Desenvolvedora: Rockstar San Diego
Produtora: Rockstar Games
Plataforma: PlayStation 3, Xbox 360

A imersão dentro do universo do faroeste entregue pela Rockstar em Red Dead Redemption é impressionante. A riqueza de detalhes apresentada no mundo do game é incrível. Um mundo aberto onde o jogador pode fazer quase tudo que quiser, até mesmo ficar apenas jogando pôquer né Márcio Melo? Por isso a expectativa em relação ao novo jogo da franquia é altíssima. Esperamos que a produtora e desenvolvedora entregue mais um game excelente, como ela costuma fazer.

Analista de sistemas nascido em Salvador (BA) em 1980, mas atualmente morando em Brasília (DF). Cinema é sem dúvidas o meu hobby favorito. Assisto a filmes desde pequeno influenciado principalmente por meus pais e meu avô materno. Em seguida vem a música, principalmente rock e pop.

One thought on “Top 5 | Os Melhores Games de Faroeste”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *