Clássicos | Sem Destino (Easy Rider, 1969)

Poucos filmes foram tão importantes para o cinema americano como Sem Destino, um road movie com ar revolucionário. Emprestando elementos da nouvelle vague francesa e investindo em uma montagem criativa, o filme é uma marcante expressão da contra cultura.

A história é das mais simples. Wyatt e Billy fazem um pouco de dinheiro vendendo drogas, pegam suas motos e atravessam o país rumo ao Mardi Grass, o famoso carnaval de Nova Orleans. Este é um road movie que não se incomoda em mostrar seus personagens na estrada por um tempo considerável. A fotografia explora cenários naturais com maestria e tudo fica ainda melhor com a trilha sonora de respeito. Nomes como Steppenwolf, The Band e Bob Dylan se fazem presentes. A sensação de liberdade transmitida é enorme.

Só de contemplar as belas imagens com a trilha sonora acima da média já fiquei satisfeito, mas Sem Destino tem algo a dizer. Wyatt e Billy percebem que o país em que vivem é cheio de problemas. Em uma cidade do interior, eles são escorraçados pelo povo ignorante. É o medo do novo, do diferente. A desesperança com o futuro da nação vem à tona.

Talvez Sem Destino não fosse a mesma coisa sem a presença de Jack Nicholson. Seu personagem é dono dos melhores diálogos de todo o filme. Pelo o seu trabalho aqui, o ator teve a sua primeira indicação ao Oscar.


5 Kevin Bacons


Sem Destino, cartazSem Destino (Easy Rider)

Direção: Dennis Hopper
Roteiro: Peter Fonda, Dennis Hopper, Terry Southern
Elenco: Peter Fonda, Dennis Hopper, Jack Nicholson
Gênero: Aventura, Drama
Ano: 1969
Duração: 95 minutos
Info: IMDb

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

3 thoughts on “Clássicos | Sem Destino (Easy Rider, 1969)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *