Crítica | Todo Dia (Every Day)

Todo Dia é uma adaptação do best-seller homônimo do autor norte-americano David Levithan. A obra é um romance adolescente que adentra em questões delicadas e atuais de forma sensível e didática. No longa, a jovem Rhiannon (Angourie Rice) se apaixona pela personalidade de “A” (diferentes atores) que habita um corpo diferente todos os dias. Para viver esse amor, os dois enfrentam desafios para se encontrarem a cada novo amanhecer.

A grande premissa posta ao espectador sob o ponto de vista da protagonista é a possibilidade de amar alguém que muda de forma todos os dias, já que “A” pode ter gêneros, raças, deficiências e corpos de tamanhos diferentes. Além do físico, a personalidade nômade também herda memórias e questões psicológicas do corpo que habita. Assim, de forma despretensiosa, e até bem lógica dentro do roteiro, a narrativa avança sobre questões como amor livre, aceitação, empatia, depressão e suicídio.

No filme, a curiosa “alma” tem idade de um adolescente entre 15 e 17 anos e desconhece sua própria origem, pois vive uma vida diferente a cada dia, desde que “nasceu”. Sem família e sem amigos, “A” precisou se adaptar e amadurecer precocemente diante das diversas experiências a que foi obrigada a vivenciar. Para minimizar as consequências de sua estadia, a personalidade desenvolveu um método que pouco interfere na rotina e nas decisões de vida do seu “hospedeiro”.

Todo Dia, foto

A história de amor incomum entre “A” e Rhiannon transforma a vida dos dois. Quanto mais se amam, mais se deparam com os desafios de levar o relacionamento adiante. Os dramas do romance adolescente traz reflexões sobre maturidade e desapego. Além disso, surpreende com um desfecho clichê que, dentro da obra em questão e das temáticas abordadas, dá um ar de originalidade para o filme.


Uma frase: – “A” diz a Rhiannon: “Eu vi a mesma cor azul cinquenta maneiras diferentes através de cinquenta conjuntos diferentes de olhos”.

Uma cena: Quando “A” habita o corpo de uma adolescente em depressão.

Uma curiosidade: O longa foi filmado em apenas 25 dias.


Todo Dia, cartazTodo Dia (Every Day)

Direção: Michael Sucsy
Roteiro:
Jesse Andrews (adaptação), David Levithan (obra original)
Elenco: Angourie Rice, Justice Smith, Debby Ryan, Maria Bello e Jacob Batalon
Gênero: Romance, Drama
Ano: 2018
Duração: 97 minutos

Filha dos anos 80, a Não Traumatizada, Mãe de Plantas, Rainha de Memes, Rainha dos Gifs e dos Primeiros Funks Melody, Quebradora de Correntes da Internet, Senhora dos Sete Chopes, Khaleesi das Leituras Incompletas, a Primeira de Seu Nome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *