Resenha de Livro | 14

Quando Anthime retornava de seu passeio de bicicleta, sinos quebram a tranquilidade e anunciam que algo importante estava acontecendo no vilarejo. Era a convocação para a Primeira Guerra Mundial. Anthime e seus amigos achavam que seria algo passageiro, coisa de 15 dias.

Como estavam enganados.

O autor Jean Echenoz cria em 14 um retrato conciso, poderoso e até poético sobre o conflito. São 14 capítulos curtos que focam em algum aspecto relacionado a guerra: o frio que congela os ossos. O tédio que toma conta do pelotão. O despreparo de cidadãos comuns que são obrigados a se tornarem soldados. Cidades vazias, já que boa parte da população está no front. E é claro, o caos e carnificina do combate, em doses moderadas.

Talvez o capítulo que mais me chamou a atenção é aquele sobre os animais e a guerra. Como será que ficavam os cães abandonados pelos seus donos? Poderiam os cavalos e bois matarem a fome dos desesperados soldados? E as doenças causadas pelos ratos e piolhos nas trincheiras? Jean Echenoz não deixa escapar nada. É notável que mesmo descrevendo os acontecimentos com certa frieza, ele consegue nos transportar para aquele cenário brutal e nos abala profundamente.

Jean Echenoz prefere focar em situações mais pessoais e menos grandiosas. E isso que faz de 14 uma experiência magnífica e inesquecível.

Nota: 10


14
Autor: Jean Echenoz
Ano: 2012
Páginas: 136
Editora: 32

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *