Crítica | 13 Reasons Why – 1×05: Fita 3, Lado A

Escrevo este post ao som de The Night We Met, bela e importante música para este episódio.

Já imaginávamos que Courtney teria uma fita dedicada a ela. Courtney tentou evitar Hannah de várias maneiras após as duas terem sido fotografadas se beijando. Depois de uma conversa, elas se aproximaram novamente. Mas por pouco tempo.

A maior parte do flashback deste episódio se passa durante um baile escolar. Ali, Courtney mostrou que se preocupa muito mais com o que os outros pensam do que em manter a amizade com Hannah. Ela não pensou duas vezes antes de contar para um garoto que era Hannah e outra menina na foto.

Courtney tenta se justificar para Clay – e para ela mesma – usando a homossexualidade dos pais. Ela não quer que os outros pensem que ela é lésbica só por ter pais gays. Vale a pena ser cruel com alguém para manter as aparências?

Falando no baile, que vacilada de Clay. Quando Tony colocou The Night We Met para tocar o rapaz teve a oportunidade perfeita para demonstrar seus sentimentos para Hannah, mas nada fez. Para piorar, deixou de defendê-la diante de mais um comentário cruel.

Sinceramente, um ambiente como esse me dá náuseas. Intrigas, comentários maldosos, assédio e arrependimentos. Acho que a única coisa boa em bailes de high school é o fato de não ter música sertaneja.

Uma coisa que me incomodou na Fita 3, Lado A é a questão do processo contra a escola e a revelação de que a mãe de Clay é advogada e irá defender a escola. Muito conveniente em termos dramáticos, não? Falando em drama, a ameaça de Justin e Alex soou forçada. A não ser que Alex também esteja com tendências suicidas.

Situações que poderiam ficar de fora ou ser mostradas de outro jeito, mas que não atrapalharam de maneira alguma a experiência.

Um grande mistério que não sabemos exatamente quando será revelado é o que aconteceu na tal festa de Jessica. Algo grande, imagino.

Vou falar uma coisa para vocês. Hannah tem atitudes tão maduras e inteligentes que ainda não consigo aceitar o fato de que ela decidiu acabar com a própria vida. Ela decidiu ajudar Jessica, mesmo depois de ter sido chamada de vadia e tomado um tapa dela. Para completar, ela era tão responsável que optou por não beber por estar dirigindo. Enfim, posso estar sendo implicante, mas tenho essa impressão no momento. Mas o fato é que ainda faltam 8 porquês e muita coisa pode acontecer.

 

 

 

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

5 thoughts on “Crítica | 13 Reasons Why – 1×05: Fita 3, Lado A

  1. Eu era Clay no baile. Clima certo, garota na sua frente afim de você e nada haaha.

    Agora é triste que ele não é apenas relapso no quesito ‘amoroso’ como também na questão de tentar defender uma garota que ele gosta. Essa omissão acho que é o seu maior defeito, e o defeito que muitos de nós ainda perpetuamos em algumas situações.

    Essa série é importante demais.

  2. Estou vendo a série agora, vi esse episódio ontem. Pra mim, algo que parece incoerente é justamente a maturidade e a serenidade de Hannah, não só nos acontecimentos da série, quanto no que ela diz a fita, o que não condiz com alguém com comportamento suicida. Parece até que ela gravou essas fitas lá do além, porque o tom de voz, as ideias, o raciocínio, não parecem de alguém prestes a se suicidar. Mas verei como vai ser nos próximos episódios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *