Crítica | Uma História Real

David Lynch é um diretor conhecido por ter um estilo peculiar. A maioria de seus filmes é repleta de situações surreais e angustiantes. Não é o que acontece com Uma História Real, um de seus trabalhos mais convencionais e também um dos melhores. Tal como o título nacional sugere, o que vemos aqui é inspirado em fatos reais. Alvin Straight – um senhor um tanto cabeça dura cheio de problemas de saúde não tratados – recebe a notícia de que seu irmão teve um AVC. Há mais de 10 anos sem falar com o irmão, ele decide que precisa visitá-lo antes que seja tarde. Mais de 500 quilômetros separam os dois. Para chegar até lá, Alvin vai utilizar o único meio de transporte possível para ele: um cortador de grama.

Cada encontro de Alvin na estrada é uma oportunidade de conhecermos melhor este personagem cativante. Aos poucos, entendemos sua maneira de pensar, compreendemos mais sobre a briga com o irmão, seus arrependimentos e momentos marcantes da vida dele, como um fato ocorrido na Segunda Guerra. Alvin gentilmente transmite lições de vida. Uma História Real é um road movie cujo personagem principal precisa fazer a viagem do jeito dele, custe o que custar.

A trilha sonora delicada e a fotografia que explora os encantos rurais das regiões percorridas por Alvin são quase hipnotizantes. David Lynch consegue fazer com que nos sintamos como companheiros de Alvin nesta absurda e bela jornada. Há lirismo e sensibilidade em praticamente cada sequência.

A importância da família é algo que fica bem claro em Uma História Real. Perpetuar desavenças com quem é do seu sangue não é uma escolha sabia. Um dia os arrependimentos chegam e às vezes não dá mais para consertar.

Mesmo fugindo do seu estilo, Lynch nos oferece aqui uma experiência inesquecível.

3 thoughts on “Crítica | Uma História Real”

  1. “Uma História Real” é meu road movie favorito, talvez o filme mais acessível de David Lynch (sem aquelas viagens que marcam a filmografia deste diretor) e com uma atuação belíssima de Richard Farnsworth.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *