Review | Vikings – 4×19: On the Eve

A preparação para o season finale não poderia ter sido mais empolgante. Aliás, toda a metade final da quarta temporada rumou com qualidade para esse momento tão aguardado. E pelo o que pudemos ver em On The Eve, as coisas vão melhorar ainda mais na semana que vem.

Ficou bem claro para Wessex que eles seriam o próximo alvo da fúria dos vikings. Ecbert lembrou a todos que agora é a hora da guerra e do ódio.

O comando do exército de Wessex fica por conta de Aethelwulf, um personagem que mudou bastante ao longo dos temporadas. Antes irritante, agora é um pai carinhoso e um comandante que quer apenas proteger o seu povo.

O episódio alternou cenas em Kattegat com o começo da batalha dos vikings em Wessex. A batalha em Kattegat até rendeu bons momentos, como a tortura “do porco no rolete” e a confirmação da traição de Harald, mas as coisas ficaram realmente quentes em Wessex.

Existe uma competição natural entre os filhos de Ragnar, principalmente no caso de Bjorn e Ivar. De qualquer forma, parece que eles sabem a importância de se unirem. Aliás, Ivar mostrou-se um verdadeiro gênio militar aqui. A decisão do jovem viking de mudar a estratégia de batalha foi essencial para colocar os soldados britânicos em uma situação totalmente desfavorável.

O episódio passou voando. Além de confirmar que uma grandiosa batalha nos aguarda no season finale, On The Eve também teve momentos intensos relacionados a Harald. Para ele não bastou tentar subjugar Lagertha. Ele também assassinou o marido da mulher que ele achava que era sua por direito. Que cara odioso.

Terminando de maneira abrupta, On the Eve nos deixou ávidos pela conclusão que promete ser épica e sangrenta. Basicamente, é o que tem sido Vikings ao longo dos anos.

Parece que o seriado está conseguindo se sustentar sem o seu personagem principal.

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

2 thoughts on “Review | Vikings – 4×19: On the Eve

  1. Show de bola. Pra mim a série melhorou muito com a morte de Ragnar. Ele na época da velhice e com suas dúvidas quanto aos deuses estava se tornando um peso na série. Os filhos vieram a calhar muito bem, principalmente Ivar, Ubbe e Bjorn, que imagino ter uma evolução ainda mais interessante na próxima temporada. Agora é torcer pra que a qualidade continue e roer as unhas até quarta-feira.

    Excelente texto.

    1. obrigado pelo comentário e elogio Mateus!

      estou de acordo, ragnar foi se tornando um peso acho até de maneira proposital… mas saiu com bastante dignidade, em um episódio inesquecível.

      o ubbe quando criança mostrava muito potencial, acho que ele ainda tem bastante a oferecer.

      apareça para o texto do season finale!

      Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *