Review | Vikings – 4×13: Two Journeys

”Two Journeys” inicia-se exatamente a partir de onde paramos na semana passada. O cliffhanger intenso e impactante teve um resultado óbvio. Na realidade, não tinha como ser diferente. Muita coisa ainda tem que acontecer entre Ragnar e Ivar.

As duas jornadas do título se referem a Bjorn almejando chegar a Roma e a Ragnar mirando a Inglaterra e sua vingança pessoal. O fato é que ”Two Journeys” também investe na não menos interessante e violenta ‘jornada’ de Lagertha em Kattegat.

É claro que o caminho de Ragnar seria recheado de percalços. Não bastasse a qualidade de navegação duvidosa de seus companheiros, o lendário guerreiro Vikings precisou enfrentar a fúria de Thor. E perdeu.

Será mesmo que ele foi abandonado pelos deuses? Não é qualquer um que consegue sobreviver a um naufrágio dessa maneira. Agora em território inimigo, Ragnar e Ivar devem ter extremo cuidado. Inclusive, adotam atitudes um tanto intempestivas em relação aos outros vikings. Um exagero, ao meu ver.

Ragnar e Ivar conseguiram não só escapar incólumes, como também foram capazes de estreitar seus laços. Quem diria que Ivar iria se tornar o filho preferido de Ragnar? É o que está acontecendo.

Honestamente, não consigo prever o destino dos dois na Inglaterra. E isso é ótimo.

Bjorn também não está livre de problemas. Para chegar a Roma, ele precisa passar pelo território francês. Será que o seu tio Rollo irá permitir que um bando de vikings belicosos transitem pelos seus domínios?

O encontro de Rollo e seus antigos pares reserva algumas surpresas e algumas forçadas de barra. De qualquer forma, o resultado é promissor. Ver Rollo novamente dentro do grupo do qual realmente faz parte é empolgante. Só tenho minhas dúvidas se ele será aceito pelos outros sem maiores atritos.

E Lagertha resolve agir violentamente em busca do poder. Devo dizer que ela é um dos meus personagens preferidos em Vikings, mas não aprovo suas ações aqui.

Vikings – 4×13: Two Journeys

Construído com cuidado pelos roteiristas, este episódio alterna entre três ações separadas sem perder o ritmo e a qualidade. Ainda estamos na fase de preparação, mas já conseguimos vislumbrar um resultado com bastante potencial.

 

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *