Review | The Walking Dead – 7×07: Sing me a Song

A AMC deveria colocar uma estátua do Jeffrey Dean Morgan na entrada do seu estúdio. O que ele vem fazendo para The Walking Dead é algo que transcende até a monotonia dos últimos episódios desta 7º temporada que caminha, finalmente, para a sua provavelmente catártica mid-season.

Aviso de SPOILERS

Os comentários a seguir falam sobre acontecimentos encontrados em Sing me a Song, o sétimo  episódio da sétima temporada de The Walking Dead.

#TWD (S07E07) – Sing me a Song

Para quem já estava cansado de conhecer tantas comunidades novas “surgindo” na série, o sétimo episódio da sétima temporada apresentou um pouco mais do mundo dos Salvadores e, claro, daquele que vem roubando a série nesta temporada: Negan!

O embate entre ele e Carl foi menos físico do que alguns esperavam, é óbvio que o plano do garoto não tão bem elaborado não traria um final feliz – e fico me perguntando se finalmente ver Negan morto é algo ‘feliz’ realmente para a série. Negan mais uma vez apresenta o seu domínio perante os seus súditos, um domínio mantido com regras tão crueis que fazem rostos dilacelarem como borracha perante um ferro em brasas.

Seus métodos são crueis demais, o que ele faz com todos é realmente muito sádico e escroto. Só que Dean Morgan está tão foda no papel que é impossível segurar o riso e a empolgação a cada “REAAALLY?” que ele lança.

Entre Rick agonizando e quase morrendo e este homem abaixo, brincando com este anjinho, levemente ferido, quem você salvaria?

Acho que vou matar o seu papá e o seu mano…

Carl não é nenhum bad ass, pelo menos não como nas HQs, mas é óbvio que o seu ato não sairá impune e, tudo indica, quem deva ser Rick que irá pagar por isso. Rosita tem a sua chance e provavelmente vai sobrar para alguma outra pessoa. Michonne errou a localização do seu target e Daryl tem uma boa chance de escapar.

O que mais rolou no episódio de importante? Acredito que nada mais de novo ou que não seja apenas as velhas ideias já apresentadas requentadas com outros personagens. O que fica de lição, se é que alguém ainda não aprendeu, é que os atos daqueles que se levantam contra Negan sempre recaem, primeiro, nas outras pessoas.

O que esperar da Mid-Season?

Como todo mundo já está acostumado, o próximo episódio, o oitavo desta sétima temporada, marca o final da primeira metade da temporada (a mid-season) e deverá trazer, como de costume, algum momento avassalador para deixar os fãs da série ansiosos para o retorno no ano que vem. O que você pediria de presente depois de uma leva de episódios não muito empolgantes?

O natal está chegando e Lucille adora uma canção. O primeiro que cantar aquela da Simone escapa do castigo. E aí? O que você faria?!

 

One thought on “Review | The Walking Dead – 7×07: Sing me a Song”

  1. Acho que você encontrou aqui um bom equilíbrio entre a zueira e um review “sério”.
    Eu gostei do episódio, só não curti que ele foi mais longo que o normal sem muita necessidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *