Designated Survivor – Primeiras Impressões

Jack Bauer virou presidente dos EUA!? Essa é a primeira coisa que vem à cabeça ao ver o ator Kiefer Sutherland virando o presidente no seriado Designated Survivor. Mas a abordagem aqui é mais política e dramática do que em “24 Horas”. Está mais próximo de algo como “House of Cards”, só que com um protagonista bem diferente.

Tom Kirkman (Sutherland) é o sobrevivente designado do título. Ele é o secretário do desenvolvimento urbano que é escolhido como designated survivor, que é um membro do comitê executivo presidencial colocado num lugar seguro e distante enquanto está acontecendo algum evento que reúna toda a classe política.

O evento em questão é o discurso do “State of the Union“, que o presidente faz todos os anos aos congressistas. Durante o evento uma bomba explode e mata todos que estavam presentes. Então Kirkman tem que assumir a presidência.

designated-survivor-foto1

Só que Kirkman não é um político e vai enfrentar sérias dificuldades ao assumir o poder. A começar por de uma hora para outra se tornar o homem mais poderoso do mundo. É uma responsabilidade muito grande. E como houve um ato terrorista, o maior desde o 11 de Setembro, ele ainda vai enfrentar a pressão de encontrar um culpado e retaliar o inimigo para mostrar toda a força dos EUA. Ou seja, uma tarefa bastante complicada.

Outro fato complicador é que no dia do atentado Kirkman foi convidado a deixar o seu cargo e assumir uma embaixada. Ou seja, ele foi demitido. Então além de ter virado presidente do nada, ele ainda vai enfrentar o fato de que talvez não devesse estar ocupando o cargo.

Enquanto isso a agente do FBI Hannah Wells (Maggie Q) comanda a investigação da explosão no congresso em busca dos responsáveis. Isso é interessante para o seriado não focar apenas na parte política.

O lado pessoal de Kirkman também é bem explorado ao mostrar a sua convivência com sua família e os problemas corriqueiros. Só que ele vai ter que deixar isso de lado enquanto foca na presidência dos EUA.

O grande atrativo do seriado é ver cidadão praticamente comum ter que assumir o poder. Ele é um homem honesto e que quer resolver tudo de forma pacífica e política. Só que não vai ser nada fácil lidar com a pressão do exército, da mídia e da própria sociedade. Uma tarefa difícil que Kirkman enfrenta muito bem.

designated-survivor-foto2

Sutherland constrói muito bem o personagem ao mostrar toda a sua fragilidade, mas também toda a sua força. E nos primeiros episódios vemos aos poucos a sua mudança de perfil ao ir aprendendo como lidar com as dificuldades de ser presidente.

O programa criado por David Guggenheim estreou nos EUA no dia 21 de Setembro pelo canal ABC, mas conseguiu distribuição internacional através da Netflix que está disponibilizando os episódios uma vez por semana aos domingos. E a série já garantiu uma primeira temporada completa. O início está sendo bastante promissor. Vamos ver se vão conseguir manter o bom nível sem muita enrolação ao longo de 22 episódios.


designated-survivor-cartazCriado por David Guggenheim
Emissora: ABC e distribuição internacional pela Netflix
Com: Kiefer Sutherland, Natascha McElhone, Adan Canto, Italia Ricci, LaMonica Garrett, Tanner Buchanan, Kal Penn e Maggie Q

2 thoughts on “Designated Survivor – Primeiras Impressões”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *