Crítica | Herança de Sangue

Herança de Sangue, filme que estreou semana passada no Brasil, mostra o quão medíocre o cinema atual pode ser. Só de ver o trailer eu já sabia que se trava de uma bomba, mas não imaginava que seria tão ruim. Assistir a Blood Father nos cinemas é perder dinheiro e tempo. Fico impressionado com os reviews positivos que o filme vem recebendo. Honestamente, não consigo extrair quase nada de bom desta experiência pouco original e repleta de defeitos.

Lydia é uma garota que fugiu de casa e se envolveu com uma gangue perigosa. As coisas obviamente dão errado e ela finalmente busca retomar contato com o pai, Link (Mel Gibson). Ele tem um passado problemático, com alcoolismo e um bom tempo na cadeia. Agora ele vai tentar evitar com que a filha caia nas mãos dos bandidos novamente.

É doloroso assistir a Herança de Sangue. Me senti insultado em vários momentos com diálogos mal escritos, personagens tendo atitudes idiotas e situações que soam como um soco na cara do bom senso. Se já sabemos para onde a trama a vai, que pelo menos o caminho nos reserve bons momentos. Não é o que ocorre.

Mas aí alguém pode me dizer que Herança de Sangue só tem a pretensão de divertir. Na boa? Impossível me divertir com isso. O meu interesse foi despertado apenas quando o personagem de Mel Gibson entrou no ‘beast mode’ e decidiu resolver as coisas na violência pura. Só que aí já era tarde demais.

Quando Mel Gibson irá fazer parte de um filme decente novamente? Não que ele esteja atuando mal, mas é cada roteiro pífio que ele tem escolhido. Pena.


Uma frase: Você pode não querer acordar amanhã mas depois de amanhã pode ser ótimo. .

Uma cena: A surpresa embaixo da moto.

Uma curiosidade: Em 2008 Sylverster Stalonne planejava dirigir e estrelar Herança de Sangue.

.



blood-father-cartazHerança de Sangue (Blood Father)

Direção: Jean-François Richet
Roteiro: Peter Craig, Andrea Berloff
Elenco: Mel Gibson, Erin Moriarty, Diego Luna
Gênero: Ação/Thriller
Ano: 2016
Duração: 88 minutos
Site: IMDb

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

2 thoughts on “Crítica | Herança de Sangue

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *