Review | Fear The Walking Dead – 2×08: Grotesque

É bom avisar já que provavelmente poucos se deram conta: Fear The Walking Dead retomou a sua 2º
Temporada após um breve hiato com seu episódio de número 8 chamado “Grotesque(lançado em 21/08
mas provavelmente você deveria estar lamentando o fim das Olímpiadas). A série, que teve uma
primeira temporada promissora, segue em um ritmo moroso e pouco instigante nessa temporada, apesar
de trazer (esporadicamente) alguns momentos e personagens de destaque.

Aviso de SPOILERS

Os comentários abaixo contam os acontecimentos presentes em Grotesque, o 8º episódio da 2º temporada de Fear The Walking Dead

#FearTWD (S02E08) – Grotesque

“A busca incansável de Nick por respostas o leva a um cenário mortal onde é cada um por si. Uma parte sóbria de seu passado é revelada.”

O episódio anterior foi uma verdadeira bagunça, a mid-season acabou por separar todo o grupo (de uma forma bizarra) e não cumpriu o objetivo de deixar um gancho interessante. Sem se preocupar muito em amarrar logo as pontas, “Grotesque” foi totalmente focado em Nick – diga-se de passagem o personagem mais interessante da série – e foi, literalmente, uma aventura grotesca onde o viciado precisou lidar com as consequências de suas insanas  escolhas.

O episódio pode ser lido como uma jornada de sobrevivência completa, e mais que isso, não ficou apenas preocupado com o probleminha (pequeno hehehe) dos zumbis, mas sim de conseguir lidar com o mundo em colapso, com a longa distância que ele precisava percorrer através das áridas terras mexicanas sem comida e sem água. Em um dos momentos mais fortes, Nick é atacado por cães ferozes e as cenas que se seguem são de fazer os mais sensíveis revirar os olhos.

fear-the-walking-dead-s02e08-grotesque-fotos-001

Após um banquete chinês, Nick faz o que sabe de melhor. Se junta a uma turba de mortos-vivos e começa até a delirar com eles. Ferido, esgotado e praticamente morto. A jornada do herói se completa quando ele “volta a vida” e chega a um local seguro e bastante habitado. Toda essa sua peregrinação pela terra maldita fica ainda mais interessante por conta dos flashbacks que rolam sobre o seu passado.

Foi de fato um bom episódio e que dava até mesmo para ser vendido como um filme. Só que, infelizmente, Fear The Walking Dead segue se tornando um programa desinteressante num caminho de constante ‘involução’ frente a trama principal. Só Nick não vai salvar essa série, é preciso de muito mais apelo, só colocar cenas fortes e ‘grotescas’ (desculpe, não resisti) não deve salvar o seriado.


Uma frase: “É melhor sempre andar em grupo.” (Nick respondendo a pergunta do ‘doutor’ sobre o fato
dele andar com os mortos não ser algo inteligente para quem procura sobreviver neste mundo).

Roteiro: Kate Barnow
Diretor: Dan Sackheim

Queria ser astronauta mas tudo o que consegui na vida foi cair de um carro em movimento, fissurar meu crânio andando de skate e zerar Alex Kid in The Miracle World no Master System. Nas horas vagas vejo filmes que ninguém conhece, mato monstros que não existem e torço por um time que nunca vence.

One thought on “Review | Fear The Walking Dead – 2×08: Grotesque

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *