Review | Agents of S.H.I.E.L.D. – 3×16: Paradise Lost

No episódio “Paradise Lost“, 16º episódio da 3ª temporada de Agents of S.H.I.E.L.D., iremos acompanhar um flashback onde iremos saber um pouco mais sobre o envolvimento de Malick com a HYDRA e também sobre os planos de ‘Neo’ Ward. Isso sem falar de uma surpresa envolvendo os Inumanos.

Aviso de SPOILERS

Os comentários a seguir falam sobre acontecimentos encontrados em Paradise Lost, o décimo sexto episódio da terceira temporada de Agents of S.H.I.E.L.D.

É interessante como esse episódio faz uma ligação muito boa entre os fatos do presente e do passado. Enquanto acompanhamos nos anos 70 Malick e seu irmão Nathaniel lidando com a morte do pai, no presente Malick tem que lidar com ‘Neo’ Ward assumindo o controle da HYDRA.

Quem ganha importância nesse episódio é Giyera. O inumano é capturado pela S.H.I.E.L.D., mas mostra que na verdade tudo fazia parte do plano. Ele queria se infiltrar no avião para que pudesse sabotar e capturar a equipe. A cena de luta entre ele e May vale o episódio.

Enquanto isso Daisy e Lincoln vão em busca de uma pista ao fazer uma visita a um homem chamado Jason. Ele foi expulso da comunidade Afterlife sem se transformar num inumano e agora virou um mercenário. O cara está com a posse de um artefato de origem Kree que pode servir para desvendar algum mistério envolvendo ‘Neo’ Ward. Depois de enganarem o cara eles levam o artefato, mas rola uma DR entre eles por causa de algo que Jason falou sobre o comportamento “raivoso” que quase matou a ex dele. Só que eles não têm muito tempo para conversar ao descobrir o que houve com o avião da S.H.I.E.L.D., então Daisy decide convocar seu grupo de inumanos para ajudar. Então o próximo episódio promete!

Mas o tema principal mesmo do episódio é Malick. Se no episódio anterior ‘Neo’ Ward o ensinou sobre como é ter poderes, agora a lição foi relacionada a consequências. Ele descobriu que seu pai era um “covarde” ao usar um truque de trocar as pedras para não ser escolhido como o “viajante” para entrar no portal. E a maneira que ele lidou com isso foi usar o mesmo truque e sacrificar seu irmão. Agora ele teve que lidar com isso.

Ward é na verdade é um parasita que se aproveita de outros corpos para sobreviver. E ele absorve inclusive as memórias. Um dos corpos foi o de Nathaniel, que não perdoou o irmão pelo que ele fez. Então a lição do episódio foi cruel. Ward mata a filha de Malick e ele mais uma vez vai ter que lidar com as consequências de seus atos e sobre sacrifícios. Será que ele vai aguentar tudo isso mais uma vez em nome de um poder maior? Enquanto isso Ward mostra de uma vez por todas quem é que realmente manda na HYDRA agora. E isso é bastante assustador!


Série: Agents of S.H.I.E.L.D.
Temporada:
Episódio: 16
Título: Paradise Lost
Roteiro: George Kitson e Sharla Oliver
Direção: Wendey Stanzler
Elenco: Clark Gregg, Ming-Na Wen, Brett Dalton, Chloe Bennet, Iain De Caestecker, Elizabeth Henstridge, Henry Simmons e Luke Mitchell
Exibição original: 12 de Abril de 2016 – ABC

6 thoughts on “Review | Agents of S.H.I.E.L.D. – 3×16: Paradise Lost”

  1. Gosto da serie
    Pena que todos os ep tem que ter um traidor
    Nunca da um momento de todos unidos
    So nos primeiros, la foi legal ver a SHIELD trabalhando.

    1. Não diria que todos os episódios tem um traidor, mas é interessante criar essa tensão de que algo pode dar errado ou ter alguma grande reviravolta em cada episódio. É bom pra criar um clima de surpresa.

      1. Mas se toda hora tem a mesma reviravolta a surpresa não deixa de ser surpresa?

        Nem vejo a série, só quero criar tumulto heheh

        1. Não é sempre que tem uma reviravolta ou muito menos a mesma.
          O mais interessante dessa temporada foi que teve pouca enrolação e os conflitos iam sendo resolvidos enquanto novos eram criados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *