Fear The Walking Dead – 2º Temporada: Primeiras impressões

Devagar e com um ritmo mais cadenciado, foi desta forma que a 2º temporada de “Fear The Walking Dead” retornou após a curta (e muito acertada) 1º temporada que fez parecer até que, este spin-off, superaria a sua produção de origem: The Walking Dead. Após assistir os três primeiros capítulos, uma ponta de esperança por dias melhores (para nós espectadores, é claro) surgiu quando (mais) uma amarra foi cortada.

#FearTWD – Primeiras Impressões da 2º Temporada

Seguindo na sequência, Monster (S02E01), deu continuidade aos acontecimentos da season finale da primeira temporada da série. Acompanhamos os sobreviventes deixando a costa e partindo para dentro de Abigail, a embarcação que vem servindo de rota de fuga e moradia. Para quem estava ansioso com o retorno do seriado, foi um daqueles episódios que deram um grande banho de água fria. Lento e com poucos momentos ‘importantes’, chegou a ser um pouco desanimador.

O que ficou de interessante aqui foi a postura do Strand que se tornou mais firme e ditadorial. “Meu barco, meu reino, minhas regras“. Enquanto Alicia paquerava no radio, se descobriu que o mais importante é se manter “fora do radar”. Talvez a cena mais impactante tenha sido quando em determinado momento, independente dos protestos, Strand não deixou que fosse oferecida ajuda a alguns náufragos.

fear-the-walking-dead-s02e02-we-all-fall-down-curiosidades-002

Talvez querendo reforçar as duras lições “assimiladas” a fórceps no episódio de estreia, o segundo capítulo We All Fall Down (S02E02) trouxe os tripulantes de Abigail até uma ilha remota. Lá vivia uma família que parecia estar preparada para o apocalipse. Talvez tenha sido o episódio mais ‘inútil’ dessa temporada até aqui. Aconteceram coisas interessantes, mas de resultado prático, nada que seja muito digno de nota. Mais 45 minutos para se entender que eles devem cuidar de si mesmos, esquecer dos outros e não se intrometer onde não devem. Cada ação gerará uma reação, e num apocalipse as consequências podem ser mortais.

Ouroboros de tolos

Quando parecia que a série não iria mais se reinventar ou trazer algo que, finalmente, fizesse jus a todo o boom que recebeu em sua primeira temporada. Ouroboros (S03E03) surgiu como uma raio de esperança por dias melhores. Não para os personagens da série, é claro!

Para os menos antenados, foi neste episódio que rolou um link com uma série de websódios que foi exibida online e contava a história de um grupo num avião. Salazar e sua trupe de jovens inconsequentes partiu para fazer uma pilhagem entre os destroços deste avião que caiu. A promessa era que um personagem dessa websérie se juntaria ao grupo principal de “Fear The Walking Dead“.

Apesar de alguns telespectadores acharem os personagens ‘burros’, parecem não se dar conta de que eles ainda estão tendo os primeiros contatos com o apocalipse e, por isso, é normal que não saibam algumas coisas (afinal eles não assistiram The Walking Dead como a gente), na verdade o que acontece é justamente o contrário. Note como eles descobrem as coisas numa velocidade muito maior do que os personagens da série ‘principal’. Neste episódio, por exemplo, Nick já descobriu como passar desapercebido por dentro dos errantes.

fear-twd-sexy-lady

Foi um episódio bacana este terceiro sim, mas a tal ligação com a websérie passou batida. Levando em conta o desfecho dele, quando Strand corta o ‘cordão umbilical’ com aquela que seria a personagem que entraria em definitivo na série, apesar de ter sido um dos momentos mais impactantes dessa 2º temporada, até aqui, deixou uma dúvida no ar: Será que a websérie só serviu para aquilo mesmo? Independente disso, foi uma pequena ponta de esperança nos rumos que a série deverá seguir de agora em diante.

A falta de um roteiro ‘base’ (como são os quadrinhos para s série principal) aqui em Fear The Walking Dead pode ser uma dádiva dos ninjas, uma vez que os produtores tem o caminho mais livre para criar suas histórias, bem como pode ser uma maldição. Só o tempo dirá.


E você? Assiste a série? O que tá achando dessa segunda temporada?

Queria ser astronauta mas tudo o que consegui na vida foi cair de um carro em movimento, fissurar meu crânio andando de skate e zerar Alex Kid in The Miracle World no Master System. Nas horas vagas vejo filmes que ninguém conhece, mato monstros que não existem e torço por um time que nunca vence.

4 thoughts on “Fear The Walking Dead – 2º Temporada: Primeiras impressões

  1. alguem realmente gostou dessa serio,nao quero ser chato mais nem walking dead da tv chega perto da historia e da qualidade dos quadrinhos

    1. Acho que essa comparação com quadrinhos, assim como acontece com livros, é sempre complicada por se tratarem de mídias diferentes. Realmente os quadrinhos são mais contundentes em algumas situações do que a série na Tv. Até porque na Tv é outro formato e exige até mesmo outras abordagens, são públicos diferentes.

      Quando a Fear The Walking Dead, ela não tem essa ‘amarra’ com os quadrinhos, é algo novo e que apenas está transitando no mesmo ‘universo’. A primeira temporada eu achei bem interessante, essa segunda tá mais ou menos ainda. Vamos ver daqui pra frente.

      []´s

      1. Concordo contigo Marcio.Apesar de tudo a série evoluiu um pouquinho nessa temporada.Já descobrimos que o Victor Strand gosta de uma fungada de macho na nuca, teve um pouco mais de ação do que de costume, Nick descobriu o truque épico de se lambuzar de barrigada de zumbi pra não ser percebido pelos mesmos. Acho que mais adiante vamos nos surpreender.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *