4 Reboots que NÃO queremos (em hipótese alguma) assistir

Alguns culpam a falta de criatividade, outros dizem que  o único intuito é homenagear grandes clássicos, mas a verdade é que a industria do cinema nos últimos anos está vivendo dos Reboots. Sim, existem alguns fantásticos e, como disse o grande Lionel Leal no Varacast #4 – Filmes Gêmeos, só devia existir reboot para aqueles filmes que tinham potencial, mas não deram certo. Aqueles que os tempos atuais poderiam melhorar e apresentar uma nova e brilhante obra cinematográfica.

Só que existem aquelas obras primas que, em hipótese alguma, nem mesmo por decreto judicial, gostaríamos que fossem ‘rebootadas‘ ou atualizadas para a ‘nova geração’ que, aparentemente, não pode assistir “filme velho”. Hereges. Pelegos.

Vou listar aqui 4 reboots que nunca vamos querer assistir pelo simples fato de que não se mexe no que já foi perfeito.

De Volta Para o Futuro (1985)

De Volta Para o Futuro

O amor dos porcolunistas desse chiqueiro por este que é um dos maiores clássicos já lançados no cinema já foi comentando aqui na POCILGA diversas vezes. Obra definitiva, Back to the Future é o exemplo da perfeição, é o 6 bacons de 5.

O Clube dos Cinco (1985)

O Cluibe dos Cinco

Clássico do coração de muitos, The Breakfast Club é o tipo de filme que diz muito com tão pouco. Atualizar essa obra seria o quê? Se a gente tomar o celular dos adolescentes hoje e os trancar numa sala em 2 minutos vira Battle Royale.

O Senhor dos Anéis (2001 a 2003)

Quem assistiu a desnecessária trilogia O Hobbit e esperou 1 hora até que os anões parassem de cantar para o primeiro capítulo se iniciasse já sabe o porquê de ninguém querer nem imaginar num reboot da maior trilogia de fantasia medieval já criada pelo homem.

Uma Cilada para Roger Rabbit (1988)

A mistura de desenho com personagens criada aqui no final dos 80 se vista hoje parece que foi produzida mediante bruxaria. Claro que a tecnologia atual já está anos luz a frente, mas não. Simplesmente nem pensar num reboot dessa jóia do cinema.


  • E para você, quais obras não deveriam nunca serem rebootadas? O Mashable listou além destas aqui outras 14 produções que nunca deveriam ter um reboot.
  • Valeu a dica Roberto!

 

Queria ser astronauta mas tudo o que consegui na vida foi cair de um carro em movimento, fissurar meu crânio andando de skate e zerar Alex Kid in The Miracle World no Master System. Nas horas vagas vejo filmes que ninguém conhece, mato monstros que não existem e torço por um time que nunca vence.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *