Lista | Melhores Games de 2015

Sim pessoal, eu sei, que a essa altura já rolaram diversas listas de melhores isso, melhores aquilo, mas convenhamos, a gente aqui na POCILGA tem que seguir o embalo né? Em 2015 tivemos alguns grandes jogos que merecem um destaque especial por nos alegrarem e nos divertirem nos momentos de “solidão desejada”.

E então, quais seriam os melhores games de 2015? Vamos a eles (em ordem decrescente):

10 – Mortal Kombat X

mortal

Brutalmente divertido como sempre, Mortal Kombat X trouxe uma combinação perfeita entre diversão e jogabilidade e já pode sim ser considerado como um dos melhores games de luta da atualidade. Eu não tinha jogado o MK desde a época do Super Nintendo, e achei bem legal o modo história. Se você é da velha guarda e acha que história foi feita pra pular, sem problemas, o modo clássico em que é só escolher personagem e partir pra porrada ainda está lá.

9 – Heroes of the Storm

heroes_of_the_storm

Mesmo com League of Legends já tendo se estabelecido no mercado, a Blizzard que não cansa de diversificar sua linha de games correu atrás e lançou este MOBA com personagens do seu universo. Mais simples, direto e contando com gráficos muito bons, HotS rendeu em 2015 muitas noites (tá, madrugadas também) de diversão ininterrupta!

8 – Super Mario Maker

mario

Sei que existem mais torcedores do São Caetano do que pessoas que tenham o Wii U em mãos, mas para quem teve a oportunidade de conhecer o Super Mario Maker se surpreendeu com o que viu. Sei que não é nenhuma novidade a proposta do game, mas jogar as mais insanas e divertidas fases do Mario (sim, aquele que te…) criadas por pessoas ao redor do globo (e você pode ser uma delas) foi uma das melhores coisas que aconteceram no mundo dos games em 2015. A Nintendo ainda vive!

7 – Bloodborne

blodborne

Os fãs deste game que saiu exclusivamente para o PS4 podem ser classificados como gamemasoquistas. Com uma curva de aprendizado MUITO alta, é o tipo de jogo que vai te fazer sofrer, brigar com seus familiares, xingar seu cachorro e perder algumas boas horas com ele, mas não é apenas sofrer por sofrer. Existe um momento em que tudo começa a valer a pena e, a partir daí amigo, é impossível não reservar um lugar especial para este jogo.

6 – Ori and the Blind Forest

ori

Com um visual estupidamente lindo e uma ambientação que te faz mergulhar dentro do jogo, o “metroidvania” Ori and the Blind Forest é o tipo de jogo que põe fim ao questionamento sobre videogames serem uma forma de arte. A história emocionante e a jogabilidade excelente, completam esse título da Microsoft Studios.

5 – Rocket League

rocketleague

Daqueles games que surgem e conseguem acertar em cheio com o que um bom jogo deve fazer, divertir, divertir e divertir. Não tem nada de rebuscado, linha de aprendizado é simples e é basicamente um futebol com carros. Sim, é isso aí, e com isso aí, Rocket League ganhou o prêmio de jogo de esporte do ano.

4 – Fallout 4

fallout

Para quem não conhece a série Fallout (que Jah Rastafarai ilumine o coração dessas pessoas) e pára (eu não aceitei nenhum acordo ortográfico, problema de vocês) para analisar friamente os gráficos de Fallout 4, pode ficar achando que eles poderiam ser melhores tendo em vista os outros concorrentes atuais. Entretanto, Fallout é quase uma religião, é como Star Wars, impossível dizer para os fãs (sim Lionel, tô falando contigo) que não é um dos maiores lançamentos de 2015.

3 – Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

metalgear

Mesmo com toda a treta envolvendo a entidade mística gamer Kojima e tendo perdido (um pouquinho só) a essência dos mais clássicos games da franquia Metal Gear, The Phantom Pain foi sem dúvidas um dos games mais divertidos do ano de 2015. Imperdível.

2 – Batman Arkham Knight

batman

Como bem disse o nosso porcolunista Ramon Prates, Batman Arkham Knight é o tipo de jogo para quem ainda está na dúvida se vale ou não migrar para a nova geração de consoles. Além de ter gráficos esplendorosos, a história, a jogabilidade e a possibilidade de ser o Batman de forma completa, faz valer o investimento. Os jogos anteriores da série sempre foram sucesso, o homem-morcego está sendo muito bem representado nessa franquia.

1 – The Witcher 3: Wild Hunt

thewitcher

É galera, a franquia da polonesa CD Projekt, que já vinha fazendo sucesso em seu primeiro e segundo games, emplacou um jogaço nesse ano que passou e encabeça o nosso top10. Geralt, o bruxo mais legal da cultura pop está dando pulinhos de alegria agora. Talvez você não seja o tipo de pessoa que gosta de games RPG, mas esse vale a pena jogar hein?


Menções Honrosas:

GTA V PC

gta-v

Demorou, mas finalmente o jogo que vendeu 1 bilhão de dólares(!!!!) em 4 dias desembarcou nos PC’s em 2015, com a novidade de poder controlar Trevor, Franklin e Michael em primeira pessoa.

Star Wars Battlefront

star-wars

Aproveitando o hype gerado em torno do sétimo filme da franquia, Star Wars Battlefornt chegou para botar você na pele de um stormtrooper.

E para você, quais foram os melhores games de 2015?

Analista de Sistemas e gamer assíduo com mais de 20 anos de experiência (em games não em sistemas), que entre uma fase e outra gosta de pegar onda. É a primeira vez que escreve sobre si mesmo na terceira pessoa e está achando estranho.

7 thoughts on “Lista | Melhores Games de 2015

  1. Vixi, estou bastante defasado, não joguei quase nada da lista. Me interessei muito nesse Ori, parece ser o tipo de jogo que vou amar <3

  2. Calma, religião não, também não é para tan… Peraí, Fallout em 4º lugar?! PERDOAI-O, OVERSEER, ELE NÃO SABE O QUE DIZ.

  3. Não joguei nenhum. Acho que não perdi nada. Esses jogos blockbuster não me atraem. Porra, JZ! Jogou tudo isso e não fez nenhuma análise? Tá dando mole. 😛

    1. Ori não é blockbuster e Rocket League também acho que ainda se encaixa como game indie. Eu também estou meio fora dos blockbusters ultimamente e desses da lista o Heroes of the Storm é legal mas não é meu estilo. Tentei gostar mas não consegui.

      1. Ori não é mesmo e, assim como você, só não peguei porque não tive uma boa oportunidade, mas o Rocket League só nasceu pequeno, mas a repercussão foi maior do que alguns dessa lista.

        1. Ori é um jogaço. Não terminei ainda, mas quem não jogou jogue, é o tipo de jogo que agrada quase todo mundo, inclusive a galera mais old school. Deve rolar o review pelo menos dele em breve Bill hehehe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *