Review | The Flash 2×08: Legends of Today

A primeira parte do crossover entre The Flash e Arrow dessa temporada serve muito mais como um palco de apresentação à vindoura série Legends of Tomorrow, porém não deixa de preparar o que pode ser uma importante peça de enredo par o futuro dos velocistas.

O comentário a seguir contém alguns spoilers e especulações.

Crossovers

Tanta coisa acontece nesse episódio, mesmo na (apenas aparente) subtrama que é até difícil se comprometer a fazer uma análise minimamente abrangente de todos elementos que são apresentados. Isso, claro, leva a alguns exageros e descontextualizações. Mas no final das contas o resultado é muito divertido e satisfatório, com os produtores de Flash e Arrow mais uma vez sendo infinitamente mais bem sucedidos em trazer para a telinha grandes ícones da DC Comics, como o cinema jamais foi capaz de fazer.

Episódios crossover entre o Flash e o Arqueiro Verde já se tornaram tradicionais. Sabemos que os planos é sempre haver ao menos dois por ano. Geralmente são episódios que funcionam muito bem pois, em síntese, é muito legal ver os dois heróis em ação juntos. A trama tende a ser, como costuma a ser nos quadrinhos também, apenas uma desculpa para unir os personagens.

Flash-2x08-001

O crossover dessa temporada, contudo, tem um detalhe a mais: ele serve de suporte para o lançamento da nova série com personagens da DC Comics no CW, a já bastante antecipada Legends of Tomorrow. Não por acaso o episódio de Flash dessa semana se chama Legends of Today. O de Arrow, no qual a história continua, chamar-se-á Legends of Yesterday. Claras preparações, assim, para Legends of Tomorrow que estreia no início do próximo ano.

O papel que o crossover se presta a cumprir, assim, acaba comprometendo um pouco mais o seu desenvolvimento enquanto história. Ocorre que o crossover não se posiciona de maneira orgânica nas temporadas de ambos os personagens. Vemos Flash e o Arqueiro Verde serem extraídos, de forma um tanto quanto brusca, de seus arcos de histórias, para servirem, de certa forma, de palco para a presentação de uma nova série, como uma miríade de novos personagens. Novos personagens que, ainda que tivesse se dado ao cuidado de ir apresentando progressivamente ao longo dos episódios de ambas as séries, como é o caso de Kendra Saunders, acabam não sendo tão bem desenvolvidos aqui nesse episódio.

Vandal Savage

O problema começa com a introdução do vilão, Vandal Savage (Casper Crump). Savage, para quem não sabe, é um dos principais e mais poderosos vilões do universo DC, capaz de derrotar toda a Liga da Justiça praticamente sozinho. Sem exageros, alguém à altura de Lex Luthor ou Darkseid, ao menos no que diz respeito a recursos a maquiavelismo.

Flash-2x08-007

Nos quadrinhos, Savage é um homem que ganhou sua imortalidade ainda no período pré-histórico e desde ando vaga o mundo angariando poder e interferindo na história para favorecer seus interesses obscuros e nefastos. Aparentemente na série Vandal Savage será muito similar aos quadrinhos e, com a envergadura que lhe justifica tal posto, será o principal vilão da primeira série totalmente focada em um grupo de super-heróis, a já mencionada Legends of Tomorrow.

O grande problema, enfim, é perceber como o roteiro força a mão para incluir Savage na trama e, pior ainda, como Flash decide lidar com a ameaça. Barry simplesmente parece intuir, sem nenhuma justificativa plausível aparente, que as habilidades de Savage estão mais relacionadas à misticismos. E automaticamente decide convocar Oliver Queen, o Arqueiro Verde, para ajudá-lo a proteger Kendra Saunders.

Flash-2x08-004

Sim, isso porque, para quem ainda não sabe, Kendra Saunders (Ciara Renée) será a Hawkgirl em Legends of Tomorrow. Ou melhor, a Sacerdotisa egípcia Chay-Ara a qual Vandal Savage assassinou há mais de 4000 anos e segue matando, em cada uma de suas reencarnações. Savage chega à Central City determinado a matar Kendra, mas como ela é o mais novo interesse romântico de Cisco (Carlos Valdes), acaba mesmo batendo de frente com o Team Arrow e o Team Flash mais uma vez reunidos.

Uma outra coisa a se observar, ou melhor, um outro questionamento a se fazer é: quem diabos precisa de identidade secreta? Afinal, em menos de 5 minutos a identidade do Flash e do Arqueiro Verde é revelada, sem muito constrangimento ou dificuldade, a Kendra.

Flash-2x08-005Como assim, “identidade secreta”?

Não só isso. Ainda temos Malcom “R’as Al Ghul” Merlin aparecendo sem qualquer justificativa aparente, vestido de “uniforme” e sempre com um bando de assassinos a tiracolo. Não. Não é para lutar. É só para conversar mesmo. Para revelar quem é Vandal Savage. para que diabos ele precisa aparecer com um bando de assassinos? E perante os olhos de Kendra também.

A coisa fica tão estranha que a sensação que temos é que a cena foi tirada diretamente de uma página de quadrinhos (e não num sentido positivo), onde esse tipo de entrada é bastante comum e não destoa da linguagem. Mas na linguagem de TV, principalmente na linguagem menos over que as produções se propõem a ter, tudo isso parece deslocado e fora de sintonia. E pior é que essa entrada, totalmente desnecessária e desproporcional, é realizada não apenas uma vez, mas duas!

Flash-2x08-003Bom mesmo era o tempo em que eu curtia por aí com o Doutor…

League of Legends

Enfim, após isso tudo ainda tem o Hawkman (Falk Hentschel) – no Brasil, conhecido com Gavião Negro – surgindo voando para tentar proteger a sua amada de vidas passadas. Pois para quem também não conhece a história de ambos os personagens, o príncipe Khufu (esqueça a rima e tente levar a sério, o nome é egípcio, ora bolas) e a sacerdotisa Chay-Ara são amantes eternos destinados a sempre se reencontrar para prosseguir sua jornada de amor infinito ao longo de inúmeras vidas. Pobre Cisco.

Na série de TV as reencarnações e as mortes de Khufu e Chay-Ara estão diretamente relacionadas à Vandal Savage, e é essa a força motriz da trama. E Carter Hall, o Hawkman, busca desesperadamente proteger sua amada enquanto ela não desperta e recobra suas memórias e capacidades. E é claro que isso serve de justificativa para uma troca de sopapos entre ele e o Arqueiro Verde e o Flash. Até aí tudo bem, pois quem conhece quadrinhos bem sabe que troca de tapas entre super-heróis, mesmo amigos, é equivalente a preliminares em sexo. E a cena de luta entre eles é muito boa, e o ponto alto do episódio. Os efeitos também são competentes.

Flash-2x08-002Candelabro Latino.

Mas o maior defeito do episódio é sem dúvida a quantidade excessiva de elementos que decidiu em se abordar nele. Perceba que já disse muito, ainda assim haveria ainda muito mais a se dizer sobre esse episódio. E, como disse, com a incômoda certeza de que serve apenas de escada para a nova série da emissora, sem qualquer integração mais orgânicas com a narrativa principal tanto do Flash quanto de Arrow.

Velocidade-6

E em se tratando de narrativa principal, bem, é curiosamente o enredo secundário desse episódio que mais se destaca nesse quesito. Enquanto o Flash e o Arqueiro Verde servem de escada para as Lendas do Futuro, Harrison Wells (Tom Cavanagh) e Caitlin (Danielle Panabaker) seguem pesquisando formas de garantir a Barry uma chance de vencer Zoom. Barry, afinal, não consegue aumentar sua velocidade e Zoom é no mínimo cinco vezes mais rápido que ele.

Flash-2x08-008

Para tentar equiparar o jogo com Zoom, Harrison e Caitlin projetam um soro que seria capaz de fazer o corpo de um velocista acessar mais da Força da Velocidade e assim ampliar suas capacidades fazendo-o correr mais rápido. Para testar o soro Harrison chama Jay Garrick (Teddy Sears) que, sensato e bom moço como sempre, se opõe veementemente ao uso de anabolizantes.

Ocorre que em uma das saídas para reunir os ingredientes para o soro, Harrison Wells acaba chamando a atenção de ninguém menos do que Patty Spivot (Shantel VanSanten). A detetive o interpela e em meio a um mal entendido acaba atirando nele. A única chance de salvar Harrison Wells, assim, evidentemente, é recorrer a Jay Garrick que para vibrar por entre o corpo daquele e retirar a bala alojada em uma artéria precisa de sua velocidade de volta. E para ter sua velocidade, ainda que temporariamente, de volta ele precisa tomar o soro desenvolvido por Wells e Caitlin chamado de Velocidade-6. E aí, meus caros, é que reside a parte mais interessante e relevante de todo o episódio.

Flash-2x08-009

Nos quadrinhos Velocidade-9 é um droga desenvolvida por ninguém menos do que Vandal Savage para replicar quimicamente os poderes de um velocista. Mas como qualquer anabolizante, ela tem efeitos colaterais que passam por deformações no corpo e na mente. Em suma, quem usa Velocidade-9 se torna um maníaco homicida super-rápido. Mais ou menos como é Zoom, vejam só que coincidência. É de se questionar, então, quais as relações entre a Velocidade-6, Jay Garrick e a origem de Zoom? Em uma série onde viagem no tempo compõe o cenário, não seria absurdo pensar que nesse momento pudéssemos estar testemunhando justamente do nascimento de Zoom, que, graças ao uso da droga, seria uma versão distorcida da psique de Jay Garrick vinda do futuro.

Flash-2x08-006

Bem, como disse, trata-se de um episódio crossover e a história dele será concluída apenas no episódio de Arrow dessa semana. Por isso me desculpo desde já, haja vista eu não escrever resenhas da série do Arqueiro Verde. Mas eu posso apostar minhas fichas que a estrutura seguida será a mesma e, vou mais longe, que tudo apenas se encerrará no piloto de Legends of Tomorrow, uma série que tem bastante potencial, e pela qual, devo admitir, estou consideravelmente ansioso. Aguardemos então o resultado em 21 de Janeiro de 2016.



Posters-TheFlashSérie: The Flash
Temporada:
Episódio: 08
Título: Legends of Today
Roteiro: Greg Berlanti e Andrew Kreisberg (história); Aaron Helbing e Todd Helbing (teleplay)
Direção: Ralph Hemecker
Elenco: Grant Gustin, Stephen Amell, Emily Bett Rickards, Jesse L. Martin, David Ramsey, Carlos Valdes, Danielle Panabaker, Shantel VanSanten, Tom Cavanagh, Ciara Renee, Willa Holland, Neal McDonoughFalk Hentschel, Casper Crump e Teddy Sears.
Exibição original: 01 de Dezembro de 2015 CW
Graus de KB: 2  Casper Crump atuou em Familien Gregersen (2004)  com Sara-Marie Maltha , que atuou em Na Linha da Morte  (2004) com Kelly Preston que esteve em Sentença de Morte (2007) com  Kevin Bacon.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *