Willow – Na Terra da Magia (1988)

Quase 30 anos após o seu lançamento, é fácil constatar que Willow – Na Terra da Magia não foi capaz de se tornar nem um clássico da sessão da tarde. Quando você pensa em filmes que marcaram a sua infância eu duvido que Willow seja um dos que você se lembra. A dupla Ron Howard e George Lucas poderia ter nos oferecido uma experiência bem mais interessante. Sinceramente, acredito que o filme não funciona direito nem para o público infantil.

Os problemas com Willow começam quando reconhecemos diversas outras obras do gênero espalhadas pela trama. Star Wars, O Senhor dos Anéis, Krull e A História Sem Fim são influências um tanto óbvias – e melhores. O enredo é muito simples: Willow, um aprendiz de mágico, recebe a missão de levar um bebe profético até um lugar seguro, antes que seja capturado pela Rainha Bavmorda, o suprassumo da maldade. A jornada é recheada de encontros com seres insossos e quase nada de surpresas. Basicamente, vemos os personagens correndo de um lado para o outro em meio a doses cavalares de efeitos especiais de boa qualidade. Em termos de personagens, não vejo ninguém pior que Madmartigan, interpretado por um Val Kilmer mal escalado.

Não fui tomado por qualquer sensação de nostalgia ao rever Willow quase duas décadas depois da primeira vez. Algumas sequências são razoavelmente divertidas, mas a trama pedestre e o pouco envolvimento com os personagens atrapalham bastante.  Está aí uma prova de que grandes orçamentos e tecnologia avançada dificilmente conseguem, sozinhas, criar um trabalho digno. Pelo menos o diretor Ron Howard conseguiu se recuperar, apesar de dar uma escorregada aqui e ali. Já o Val Kilmer é bomba atrás de bomba. Coitado!

 

***Classificação***


 

Título original: Willow willow-1988-poster
Ano: 1988
Duração: 126 minutos
Diretor: Ron Howard
Roteiro: Bob Dolman
Gênero: Ação/Aventura/Drama
Elenco: Val Kilmer, Joanne Whalley, Warwick Davis

 



 

8 thoughts on “Willow – Na Terra da Magia (1988)”

  1. Só pode ter fumado um cachimbo de Gandalf esse Knott… Willow clássico para a vida man. Fiz campanhas de RPG baseadas em Willow. Willow era o nosso Senhor dos Anéis da Época, era o que a gente tinha!

    Pelo menos 4 Bacons merecia. Willow na Terra da Magia. Willow é tão foda que ele tava em Star Wars torcendo pelo Anakin!

  2. Discordo totalmente, é um dos filmes que mais me lembram a infância e fui reassistir alguns meses atrás e continua um bom filme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *