Review | Supergirl – 1×02: Stronger Together

Aprendendo com os erros

Não basta botar uma capa e sair por aí usando os seus poderes. Uma das coisas mais interessantes e divertidas de Stronger Together foi ver a Supergirl tendo problemas para fazer o bem. Um incêndio no porto torna-se uma grande dor de cabeça para a nossa heroína, que tenta ajudar, mas não consegue. Seu sopro faz o fogo se espalhar e a tentativa de mover o navio resulta em um desastre ecológico. Coitada!

Curva de aprendizagem

A melhor coisa a se fazer é pensar pequeno inicialmente. Que tal treinar um pouco com coisas menos perigosas? Ajudar uma ambulância a se deslocar mais rápido, impedir um assalto, resgatar um suposto gato dos galhos de uma árvore e aceitar os conselhos da chefe e da irmã de criação parecem boas opções. Kara entende que para ela se transformar de verdade na Supergirl, uma ajuda dos amigos é mais do que bem-vinda. Essas sequências garantiram ótimos momentos. Não há como não se encantar com a empolgação de Kara quando ela vai ganhando cada vez mais confiança.

Um grande inseto

Um ser alienígena que está em busca de componentes da bomba atômica parece ser o vilão da vez. No final das contas, ele serve apenas como uma isca para atrair a Supergirl.

A tia do mal

Quem está por trás de tudo é a general Astra, que é tia de Kara. Até o momento trata-se de uma vilã protocolar, sem graça. Ela tenta atrair Kara para o lado dela, obviamente sem sucesso.

Emoção

Um tipo de holograma inteligente permite com que Kara converse com sua finada mãe. Qual a primeira coisa que ela pede nesse reencontro? Um abraço. Confesso que quase me emocionei…

VEREDITO

Foi muito bacana ver a Supergirl aprendendo com seus erros e aceitando os conselhos dos amigos. Isso deixou as coisas um pouco mais realistas, na medida do possível para um seriado de super-heróis. Ainda não vejo uma trama com potencial, mas confesso que essa pegada mais leve do seriado e a simpatia de Melissa Benoist já me conquistaram.

***Classificação***

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *