Review | Agents of S.H.I.E.L.D. – 3×07: Chaos Theory

Estou realmente muito impressionado com essa 3ª temporada de Agents of S.H.I.E.L.D. em como a história está caminhando bem com boas reviravoltas em cada episódio e o mais importante: sem muita enrolação. Uma das provas disso está no 7º episódioChaos Theory”. No anterior “Among Us Hide…” descobrimos a identidade de um dos vilões da temporada: Lash. E não é que já “resolveram” a situação dele nesse episódio? Vamos aos comentários.

Garner vs Lash

O episódio começa com um pequeno flashback mostrando o Dr. Garner e a gente May curtindo as férias felizes na beira da praia. O problema é que ele tinha levado trabalho para o “descanso”. Coulson pediu para ele dar uma olhada nos livros “apreendidos” na comunidade dos Inumanos. Lá tinha um livro com uma lista de todos os Inumanos encontrados por Jiaying (mamãe Daisy), só que ela deixou uma “surpresa”. Ao abrir o livro um gás é liberado e transforma Garner em “pedra”. Mas ele consegue sobreviver, mas algo o que tinha alterado. Assim nasceu Lash.

O problema é a motivação de Garner/Lash em querer eliminar os outros Inumanos. Tudo bem, o seu “poder” o deixou assim com “raiva”. Mas não sei, a explicação contada por ele para May não foi totalmente satisfatória (pelo menos para mim). May foi sozinha confrontá-lo e acabou sendo capturada por Garner/Lash.

AoSs03e07-foto2

Lincoln descobre sobre Lash

Quem voltou esse episódio foi Lincoln. Dessa vez ele resolveu entrar em contato com Mack por não querer colocar Daisy em perigo. Ele disse ter provas sobre a identidade de Lash: seria alguém da S.H.I.E.L.D. e acaba indo ele mesmo contar para Coulson e sua equipe. Obviamente que fica todo mundo chocado (assim como nós ficamos em descobrir isso no episódio anterior) e sem acreditar.

Como Rosalind, lider da ATCU, por acaso estava lá na base da S.H.I.E.L.D. conhecendo o lugar (e tendo uma pequena treta com Daisy), as equipes se juntam para ir atrás de Garner/Lash. Essa cena de ação de confronto com ele foi um dos pontos altos do episódio. Quem quase colocou tudo a perder foi Lincoln que não quis saber de conversa e já partiu para cima de Garner/Lash. Só que Garner virou tipo um Hulk que só se transforma quando fica com raiva e ao ser atacado se transformou para se defender.

AoSs03e07-foto5

Momentos “bonitinhos”

Acabou que a própria May conseguiu acalmar Lash com conversa, já que os dois já tinham sido casados e como vimos no início do episódio estavam se amando novamente. Isso foi bem parecido com a cena em “Vingadores – A era de Ultron” em que a Viúva Negra consegue acalmar o Hulk. Mas May é May, então depois que ele voltou ao “normal” ela tratou de dar uns tiros para colocá-lo dentro da cabine de segurança. O mais engraçado é a reação de Coulson falando: “como você sabia que ele ia sobreviver aos tiros”. E ela responde: “eu não sabia”.

AoSs03e07-foto3

Como bem observou minha namorada, May tem o “dedo podre” para escolher homem, só escolhe errado (risos). Ou o cara é um “monstro” ou é um traidor (Ward). Ela ainda teve que decidir se Garner deveria ser “hibernado” usando o líquido feito para ATCU enquanto eles tentam encontrar uma cura. Ela pede a opinião de Daisy, afinal de contas ela é Inumana, que concorda em essa ser a melhor solução.

O outro momento “tocante” foi Daisy salvar Rosalind de uma queda que com certeza a mataria. Se nesse mesmo episódio elas tinham se desentendido, parece que Daisy deixou isso de lado ao fazer a coisa certa. E ainda aproveitou para descobrir uma nova utilidade para o seu poder: carregar pessoas.

AoSs03e07-foto4

Enquanto isso no núcleo Simmons/Fitz a coisa ainda está um pouco enrolada. Mas Fitz conseguiu recuperar os dados do celular de Simmons e ficou emocionado com as mensagens gravadas para ele. Só que ele também encontrou uma pista com o símbolo do uniforme de Will (inclusive ele viu pela 1ª vez a foto do seu “concorrente” ao amor de Jemma) que parece com um símbolo visto na sala onde estava o controle do portal. Vamos ver se essa pista vai levar a algum lugar.

Reviravolta da semana

A situação de Lash foi resolvida, então qual seria a reviravolta da semana? A cena depois do crédito mostrou o ganho para o próximo episódio. Nela temos Ward conversando com Gideon Malick (que apareceu no episódio passado) sobre como dar um jeito na S.H.I.E.L.D. de vez. A ideia de Ward é matar Coulson porque ele acredita que a equipe não vai conseguir sobreviver sem sua liderança.

Malick mostra o seu ás na manga fazendo uma ligação para Rosalind Price (!!!). Pois é, estávamos na dúvida se ela seria ou não uma aliada e tudo indicava que sim. Mas será que ela é mesmo uma agente dupla e está trabalhando para a HYDRA? E a ATCU também está comprometida ou somente ela? E como eu já vinha comentado sobre a relação entre ela a Coulson, também descobrimos que está rolando um romance entre os dois. E agora? Cenas dos próximos capítulos.

AoSs03e07-foto1


Série: Agents of S.H.I.E.L.D.
Temporada: 3ª
Episódio: 07
Título: Chaos Theory
Roteiro: Lauren LeFranc
Direção: David Solomon
Elenco: Clark Gregg, Chloe Bennet, Iain De Caestecker, Elizabeth Henstridge, Nick Blood, Adrianne Palicki, Henry Simmons e Luke Mitchell
Exibição original: 10 de Novembro de 2015 – ABC

4 thoughts on “Review | Agents of S.H.I.E.L.D. – 3×07: Chaos Theory”

  1. Sempre disse que a não-enrolação é um dos pontos altos de AoS e que por isso os caras já merecem todo meu respeito. Se não falta enrolação na TV – mesmo na TV fechada – por aí, AoS é a exceção que comprova a regra. Só quem se aproxima um pouco disso na atualidade é Flash, ainda assim dá lá suas enroladas. Mas AoS sabe que tem bastante história para contar e não perde tempo prolongando o desnecessário pois sabe que isso só desgasta a audiência.

    Sobre Lash e seus poderes, queria só lembrar o seguinte: a forna aleatória com a qual os cristais terrígenos induzem a Terrigênese tem muita relação com a lei da evolução natural associada à teoria do caos. Imagine a comunidade inumana como um imenso organismo que está totalmente inter-conectado. E que nem sempre segue regras que moralmente entenderíamos por mais adequadas. Suas regras são as da natureza. A de sobrevivência do mais forte. Nesse sentido poderíamos bem comparar Lash a uma peça desse intricado organismo que cumpre uma função. Algo como uma ferramenta de controle populacional ou de seleção natural para fortalecer a espécie já que, se considerarmos que se trata de uma espécie com tantas habilidades e diversidade, aquilo que cumpre esse papel em outras espécies não funcionaria para os Inumanos.

    Na mesma medida podemos extrapolar isso para um contexto sócio-político. Imagine uma sociedade com super-seres, apenas, como funcionaria o processo de punição penal? Lash poderia ser algo similar a um policial/carrasco, nesse sentido, que tivesse a capacidade de caçar e punir os infratores.

    É interessante perceber como a série recorre a fórmula da contraposição entre racionalidade e irracionalidade (nesse sentido relacionada a uma espécie de instinto animal incontrolável) que se tornou notória na literatura moderna através do Médico e o Monstro. Fórmula que é aplicada em Hulk, daí a semelhança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *