Resenha de Livro | Caixa de Pássaros

O mundo concebido pelo autor Josh Malerman em Caixa de Pássaros rapidamente alcança o caos. Também pudera. Há qualquer coisa ao redor que, quando avistada, faz a pessoa perder completamente o bom senso e cometer suicídio.

Para tentar driblar esse mal que ninguém sabe o que é, a solução encontrada é vendar os olhos e se refugiar em casas com todas as janelas cobertas. Ir até o poço no quintal é uma verdadeira odisseia. Tentar garimpar comida em mercados próximos é basicamente uma ida ao espaço.

Mas o que está causando isso tudo? Bem, na verdade o autor não está tão preocupado em dar explicações satisfatórias, mas sim de mostrar a reação das pessoas e de criar sequências de um forte suspense e até de horror a partir dessa ideia.

Caixa de Pássaros possui passagens de um eficiente terror psicológico e situações angustiantes, mas às vezes isso acontece de uma maneira bem forçada, como por exemplo no penúltimo capítulo.

Vamos refletir sobre o que causou esse mundo pós-apocalíptico? Uma criatura que quando vista faz as pessoas se matarem. Não tinha algo melhor? Em alguns momentos parece que estamos diante de uma versão literária de uma mistura de O Chamado e Fim dos Tempos, afinal as pessoas veem algo que as prejudica, só que não sabem o que é essa coisa e nem onde ela está.

Pelo menos, Malerman trabalhou bem com a estrutura narrativa, alternando presente e passado. Isso acaba deixando as coisas mais interessantes, pois temos consciência de que a vida de todos está para mudar completamente e os personagens ainda não sabem disso.

Falando em personagens, mais uma decepção. Tirando Tom e Malorie, os outros não servem para muita coisa. E é claro que o autor teve que criar um previsível vilão, não é?

Acredito que toda a leitura é válida. É melhor ler um livro meia boca, do que não ler, não acham? Minha dica é iniciar Caixa de Pássaros com poucas expectativas. Pode ser que você se surpreenda positivamente, apesar das ressalvas que eu fiz.

Em tempo. Se você encontrar alguma resenha comparando este livro com Ensaio Sobre a Cegueira tenha certeza de que a pessoa nunca leu Saramago.

Compre o livro Caixa de Pássaros

***Classificação***


Autor: Josh Malerman
Ano: 2015
Páginas: 272
Editora: Intrinseca


Próxima resenha: Zero Zero Zero (Roberto Saviano)

2 thoughts on “Resenha de Livro | Caixa de Pássaros”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *