Maratona Star Wars | Episódio IV – Uma Nova Esperança

Acredito ser desnecessário – nessa altura do campeonato – fazer um review protocolar de Episódio IV – Uma Nova Esperança. Para dar continuidade a Maratona Star Wars da POCILGA, resolvi escrever um pequeno parágrafo sobre as qualidades do filme e mostrar algumas influências de George Lucas para criar esta que é uma das maiores sagas do cinema.

star-wars-uma-nova-esperança

Mesmo quase 40 anos após o seu lançamento, ainda é possível se encantar com Star Wars, ainda mais se o seu primeiro contato com ele foi na infância. A nostalgia é inevitável. Os efeitos especiais podem ser ultrapassados, mas ainda são eficientes. Uma Nova Esperança é um filme extremamente ágil e empolgante. Eis o início de tudo. O ponto de partida de algo que marcou uma geração. A minha sugestão é esquecer seus problemas e obrigações por duas horas e entrar nesse mundo fantástico.

Você já parou para pensar sobre as inspirações de George Lucas para criar Star Wars? Pesquisando pela internet e conversando com fãs fervorosos, cheguei a conclusão de que Flash Gordon, Metropolis, O Triunfo da Vontade, A Fortaleza Escondida e Era uma Vez no Oeste são as referências mais óbvias. Vejamos:

Flash Gordon (1936)

George Lucas queria levar Flash Gordon para as telonas, mas ele não conseguiu adquirir os direitos. No final das contas, o projeto foi aos poucos foi se aprimorando e dando origem a muitas coisas de Star Wars. Vejam os créditos iniciais, por exemplo:

anewhope
fg3-title-chapterhead

E tem outra: tanto no seriado Flash Gordon como em Star Wars, existe um conflito entre o Império e os Rebeldes.

O Triunfo da Vontade (1935)

Uma imagem vale mais que mil palavras.

triunfo-da-vontade
Heil!

Metrópolis (1927)

A notória semelhança entre C3PO e a robô Maria.

pix_c3po
Oh dear!

A Fortaleza Escondida (1958)

Esta talvez seja a influência mais notória. O filme de Kurosawa conta a história de uma princesa tentando escapar de um vilão com a ajuda de dois grandes trapalhões. Familiar, não? George Lucas sempre admitiu que foi muito influenciado pelos filmes de Kurosawa, não só A Fortaleza Escondida, mas também Yojimbo e Os Sete Samurais, tanto em termos narrativos como estilísticos.

peasantsrobots

yojimbo

Lukenohandsma

Era uma Vez no Oeste (1968)

O ”embate” entre Han Solo e Greedo é uma evidência da admiração que George Lucas nutre pelos Westerns, assim como a primeira aparição de Darth Vader em Uma Nova Esperança, que faz lembrar o personagem de Henry Fonda em Era uma vez no Oeste.

Star_Wars_A_New_Hope_Han_Solo_Greedo_shoots_first
Han atirou primeiro!

E aí, tem alguma outra influência de George Lucas que você considera importante?

Fã de sci-fi que gosta de expor suas opiniões por aí! Oinc!

2 thoughts on “Maratona Star Wars | Episódio IV – Uma Nova Esperança”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *