Maratona Star Wars | Episódio III – A Vingança dos Sith

Prezados amigos da POCILGA, em homenagem a estreia do novo episódio de Star Wars no cinema a gente resolveu fazer um especial com textos sobre os 6 episódios. Eu acabei ficando com o Episódio III – A Vingança dos Sith. Resolvi então resgatar um texto que escrevi pro meu blog Turminha do Ramon da época do lançamento do filme em 2005. Na ocasião reuni uma galera para ir assistir a estreia do que seria até então o último filme da saga. Felizmente nos últimos 10 anos muita coisa mudou para a franquia.

A começar pela notícia mais importante que foi a venda de Lucasfilm para a Disney. Sem dúvidas o grande problema dos episódios 1, 2 e 3 foi a direção de George Lucas. Ele é um gênio por ter criado o negócio, mas convenhamos que ele não é um grande diretor. Ele dirigiu o Episódio IV, mas teve o bom senso de deixar outras pessoas dirigirem o V e o VI. Dessa forma ele podia se concentrar no roteiro e nos detalhes dos filmes como efeitos visuais e coisas do tipo. Com o enorme sucesso da parada ao resolver fazer os 3 primeiros episódios ele mesmo resolveu fazer tudo, incluindo dirigir. O resultado a gente bem sabe incluindo coisas tipo Jar Jar Binks. Agora nas mãos da Disney tudo pode acontecer.

Então vamos ao texto sobre o episódio 3 com alguns comentários extras entre colchetes [ ]:

A saga Star Wars chega a seu capítulo final nos cinemas com o “Episódio 3 – A Vingança dos Sith”. Pelo menos por enquanto, nunca se sabe quando o maluco do George Lucas vai inventar mais alguma coisa. Estão dizendo que ele pretende lançar em 2007 versões em 3D dos filmes no cinema para comemorar os 30 anos da estréia do primeiro Star Wars em 1977 [o episódio 1 chegou a ser lançado em 3D, mas após a compra da Disney o projeto foi abortado]. Por agora está confirmada uma série de tv que irá mostrar eventos entre o episódio 3 e o 4 e parece que também mais animações seguindo a linha do “Guerras Clônicas[hoje além de Clone Wars também tivemos Star Wars Rebels].

vingancasith

O Episódio 3 é com certeza o melhor filme dessa nova [bom, agora não mais] trilogia. Se os dois primeiros tinham deixado a desejar [considerando que é Star Wars, porque são bons filmes apesar de tudo], esse sim consegue ser um bom filme [considerando os outros é ótimo], salvo algumas considerações. As cenas de ação e tudo de importante que tinha de ocorrer na trilogia acabam ficando para esse último episódio.

A trama começa exatamente onde o desenho “Guerras Clônicas” parou [inclusive vale comentar que o desenho é melhor que os episódios 1, 2 e 3 em muitos aspectos]. É preciso assistir o desenho antes de ver o filme? Sim e não. Ele mostra alguns detalhes interessantes e serve como um prelúdio para o filme, mas não irá comprometer em nada o entendimento da história.

A primeira meia-hora do filme é impressionante [eu lembro durante a sessão de pensar, caralho, agora vai, bora Star Wars minha porra!]. Cenas de ação muito boas, batalhas espaciais e cenas de luta de sabres de luz. Mas quando a história começa a se desenvolver, a má atuação do elenco compromete um pouco. As cenas entre Anakin (Hayden Christessen) e Padmé (Natalie Portman) são dignas de novela da Globo. Quem dá dignidade ao elenco é Ewan McGregor como Obi-Wan. Ian McDiamird também está bem como o Palpatine.

Ser Jedi ou ficar com a Natalie Portman?
Ser Jedi ou ficar com a Natalie Portman?

Certas coisas da história me incomodaram, mas isso da pra relevar (e falar sobre elas pode estragar o filme). Outra coisa que me incomodava era o “excesso de detalhes de efeitos especiais” em algumas cenas. Incrível como quase todos os diálogos aconteciam em frente a alguma janela que ficava mostrando várias naves e detalhes no fundo. Uma verdadeira “poluição” visual. Mas tudo bem. Acho que isso talvez seja um pouco de “birra” minha [É mais do que birra minha, basta ver a trilogia original “retocada” que da pra ver como Lucas coloca “efeitos visuais” em qualquer janela só para poluir a tela com coisas sem necessidade e que nada acrescentam a história].

O grande mérito do filme é conseguir amarrar bem as pontas e fazer a ligação com a trilogia seguinte. No final das contas o filme é competente no que se propõe e é superior aos episódios anteriores (1 e 2). Acho que exigir mais do que isso seria demais. Ele consegue ser sombrio e violento, coisas que os outros não conseguiram ser [Talvez ele ainda destoe um pouco em relação a “trilogia original”, mas realmente funciona para fechar a “trama” dessa nova trilogia].

Como fã irracional eu diria que é bom demais, de fuder! Como fã racional eu diria que é bom, com algumas ressalvas. E fazendo uma análise um pouco mais crítica, eu diria que é legal apesar de todos os seus defeitos. [Analisando hoje sem dúvidas é o melhor entre os episódios 1, 2 e 3, mas ainda abaixo da “trilogia original”]

4 thoughts on “Maratona Star Wars | Episódio III – A Vingança dos Sith”

  1. Esse é o melhor da Trilogia que passará para a história como “A Trilogia Injustiçada” (vcs verão!!).
    Só corrigindo, o desenho novo chama só Rebels, e não Rebel Wars, e é bem bom…

    1. A não ser que os novos filmes consigam ser piores, mas acho mais fácil essa trilogia ser “esquecida” (risos). Valeu pela dica, já corrigi o texto. Parece ser legal mesmo, mas fiquei com preguiça de assistir.

  2. com certeza o melhor filme da trilogia nova, o mais sombrio e perturbador já feito, confesso que fiquei com uma raiva de Anakin Skywalker pelo fato de ele ter se tornado um Sith, quando ele covardemente matou crianças inocentes, acriação de dele como Darth Vader foi incrível Obiwan botou pra quebrar nele, pra mim uma das melhores lutas da Saga dos Clones…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *